Fluxo de passageiros nos aeroportos aumenta 17% e atinge 53 milhões de euros

As empresas do setor de Transportes e Armazenagem registaram uma aceleração no crescimento do volume de negócios de 10,4% em 2017, que compara com o crescimento de 3,9% no ano anterior. O volume de negócios ascendeu a 20,3 mil milhões de euros, segundo o INE.

No ano passado, os aumentos no número de passageiros transportados foram transversais aos vários modos, com especial destaque para o aéreo, que registou uma subida de 16,5%, sendo que em 2016 o aumento foi de 14,3%, de acordo com as Estatísticas dos Transportes e Comunicações 2017 do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgadas esta sexta-feira, dia 9 de novembro.

Destaque ainda para os aumentos de 6% no transporte por comboio, que havia subido 2,7% em 2016, de 5,1% no metropolitano, revelando uma desaceleração face ao aumento de 5,3% em 2016 e de 5,5% nas vias fluviais, quando no anterior a subida foi de 3,6%.

As empresas do setor de Transportes e Armazenagem registaram uma aceleração no crescimento do volume de negócios de 10,4% em 2017, que compara com o crescimento de 3,9% no ano anterior. O volume de negócios ascendeu a 20,3 mil milhões de euros, segundo o INE.

Estes dados apontam ainda que o número de clientes do serviço de internet em banda larga fixa, residenciais e não residenciais, continuou a crescer, numa subida de 5,3%, que no ano anterior havia sido de 6,6% e atingiu 3,4 milhões. O volume de tráfego associado ao acesso à internet por banda larga (acessos fixos e móveis) evidenciou aceleração em 2017 ao crescer 34,1%, quando em 2016 a progressão foi de 24,6%.

Relacionadas

Bruxelas pede a Tribunal que sancione Portugal por não cumprir ‘slots’ nos aeroportos

A Comissão Europeia pediu ao Tribunal de Justiça da UE que sancione Portugal por não ter O acórdão de 2016 que obrigava o País a tomar as medidas necessárias para cumprir as normas comuns da UE relativas à atribuição de faixas horárias (‘slots’) nos aeroportos. Bruxelas sugere multa pesada de 1,8 milhões de euros mais sanção diária de 7.500 euros.

Parlamento pede ao Governo para agir no caso Ryanair

A Assembleia da República recomenda ao Governo que desenvolva diligências junto da Ryanair e respetivas agências de recrutamento para que apliquem a legislação portuguesa nas relações laborais

SITAVA contra condições laborais na empresa de ‘handling’ da ANA

Incumprimento da contratação coletiva, discriminação de trabalhadores, precariedade e baixos salários são as razões de queixa do SITAVA.
Recomendadas

Novo Banco eleito melhor banco na área do Trade Finance em Portugal

A seleção contemplou o volume de transações, o serviço ao cliente, a inovação tecnológica e o preçário competitivo.

Estado limitado a um terço dos votos da Inapa

A Inapa esclareceu ainda que, no que diz respeito aos direitos de voto conferidos pela participação que a CGD alienou ao Estado, correspondiam 24,94% dos direitos de voto na Inapa.

Eduardo Catroga no Parlamento: “Mito das rendas excessivas do setor elétrico é uma falsa questão”

Está a decorrer a audição do ex-presidente e atual vogal do Conselho Geral e de Supervisão da EDP no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Pagamento de Rendas Excessivas aos Produtores de Eletricidade. Catroga defende que as “alegadas rendas excessivas” não têm “qualquer fundamento técnico ou jurídico”.
Comentários