Função Pública vai contratar 11.400 pessoas até 2019

Conselho das Finanças Públicas alerta para o perigo de subestimar o impacto na despesa com o pessoal do Estado. Valor previsto do aumento é de 107 milhões de euros.

Bobby Yip/Reuters

Vão ser admitidos mais 11.400 funcionários públicos nos quadros do Estado até ao final de 2018 e durante o ano de 2019, revela o “Jornal de Notícias” (JN) na edição de sexta-feira, 21 de setembro. Uma intenção que já havia sido manifestada pelo Ministério das Finanças e que até o próprio primeiro-ministro, António Costa, referiu que “é mais importante contratar funcionários públicos do que aumentar os salários”.

No entanto, o Conselho das Finanças Públicas (CFP) calculou os valores não só para avaliar o impacto da medida na despesa, mas também para saber quantos funcionários seriam, de facto, contratados para o Estado em 2018 e 2019.

Em relação ao aumento da despesa com o pessoal em 2018, devido à contratação de mais funcionários públicos, o valor previsto é de 107 milhões de euros. Segundo o Ministério das Finanças, o valor da despesa com aumento do número de efetivos sobe para os 111 milhões de euros.

Recomendadas

OE2019: Ministro das Finanças diz que país terá cinco novos hospitais

Na apresentação do Orçamento de Estado de 2019, o ministro das Finanças, Mário Centeno, disse que a “saúde é prioridade” e avançou que, no próximo ano, o país terá cinco novos hospitais.

Governo prevê 50 milhões de euros para aumentos na Função Pública

Neste orçamento, o Executivo prevê um total de 800 milhões de euros para remunerações na Administração Pública. Os números foram avançados esta terça-feira pelo ministro das Finanças, que considera “um esforço enorme no orçamento sobre as remunerações dos funcionários públicos”.

Mário Centeno: OE2019 “define um marco histórico para Portugal”

O ministro das Finanças apresenta esta terça-feira ao país, em conferência de imprensa, o Orçamento do Estado para 2019.
Comentários