Fundação de Serralves e a CP estabelecem parceria que dá descontos a quem viajar para visitar o museu

Os interessados usufruem de descontos até 25% em Alfa Pendular e Intercidades, ao apresentar um bilhete de entrada em Serralves, bem como de um desconto de 25% nos ingressos da Fundação Serralves, mediante a apresentação do título de transporte CP da CP.

A Fundação de Serralves e a CP estabeleceram uma parceria que permite descontos a quem viajar no Alfa Pendular ou no Intercidades e tenha como destino a cidade do Porto para visitar o museu, a casa ou o parque da Fundação de Serralves.

Os interessados usufruem de descontos até 25% em Alfa Pendular e Intercidades, ao apresentar um bilhete de entrada em Serralves, bem como de um desconto de 25% nos ingressos da Fundação Serralves, mediante a apresentação do título de transporte CP da CP.

Esta parceria pretende “tornar a arte mais acessível a todos portugueses e aos estrangeiros que visitam o nosso país”.

O comunicado diz que “a Fundação de Serralves, das instituições culturais e artísticas mais relevantes nacional e internacionalmente, e a CP estabeleceram uma parceria que permite descontos a quem viajar no Alfa Pendular ou no Intercidades e tenha como destino a cidade do Porto para visitar o museu, a casa ou o parque da Fundação de Serralves”.

A mesma nota acrescenta que “é uma oportunidade que é dada a todos aqueles que optem pelo comboio para se deslocar até ao Porto e que tenham como objetivo visitar as instalações das Fundação de Serralves que comemora este ano 30 anos de existência”.

 

Ler mais
Recomendadas

Ilhas Faroé estarão “fechadas para manutenção” num fim de semana em 2020

O arquipélago dinamarquês encontrou uma solução para o problema do turismo de massa: fechar o acesso aos visitantes e receber apenas voluntários que participem em projetos de preservação do meio ambiente. A iniciativa, com duração de dois dias, será realizada anualmente.

PremiumQuando Lisboa era um “antro de espiões”

Os Aliados operaram em território português, na Segunda Guerra Mundial, para manterem Portugal (e Espanha) distantes dos nazis. Um esforço, relatado por Mark Simmons em “Operação Ibéria”, que incluiu Salazar, Franco e o banqueiro Ricardo Espírito Santo.

“Raga”: à descoberta da cultura oceânica

Convite para uma viagem pelas tradições e conhecimentos ancestrais dos povos daquele a que chamam de “continente invisível”, a Oceania. Uma reflexão e uma crítica da globalização pelo Nobel francês J.M.G. Le Clézio – a sugestão desta semana da livraria Palavra de Viajante.
Comentários