Furacão Leslie perdeu intensidade, mudou de trajetória mas ganhou velocidade

O furacão Leslie perdeu intensidade, mas ganhou velocidade e mudou de trajetória, havendo a previsão de que passe na faixa entre Setúbal e Porto, informou hoje a Proteção Civil, reiterando o apelo para que as pessoas permaneçam em casa.

O furacão Leslie perdeu intensidade, mas ganhou velocidade e mudou de trajetória, havendo a previsão de que passe na faixa entre Setúbal e Porto, informou hoje a Proteção Civil, reiterando o apelo para que as pessoas permaneçam em casa.

O comandante Belo Costa, da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), num briefing realizado esta noite na sede da ANPC, em Carnaxide, explicou que o período mais critico está previsto para as “23:00/00:00 e as 04:00”.

Anteriormente, havia a previsão de que o furacão passasse na faixa entre Sines e Leiria, mas, devido à mudança de rota, é expectável que os efeitos do furacão se façam sentir mais a norte, ou seja, entre Setúbal e o Porto.

Relacionadas

Furacão Leslie: EDP ativa estado de alerta e reforça equipas operacionais

O estado de alerta entrou em vigor às 18:00, refere a empresa numa nota de imprensa, acrescentando que a concentração de meios será feita nas “zonas onde se espera maior impacto” da tempestade.

Furacão Leslie: o que esperar e como se proteger

Belo Costa, comandante da Autoridade de Proteção Civil, disse esta tarde aos jornalistas que “o melhor é não sair de casa”.

Como se escolhem os nomes dos furacões?

As listas dos furacões anuais são organizadas por ordem alfabética, alternando nomes masculinos e femininos.

Quanto custam os desastres naturais?

O ano de 2017 foi aquele que apresentou maiores custos com catástrofes naturais, nos Estados Unidos, resultado de furacões e incêndios destruidores, sendo estimado um prejuízo de quase mil milhões de euros.
Recomendadas

José Sócrates nega ter mestrado na Sorbonne

O ex-primeiro ministro reagiu ao final da tarde deste sábado à manchete do semanário “Expresso”: “Julgo, portanto, difícil tirarem-me o que nunca tive”.

Fenprof chama “mentira de periodicidade anual” ao ranking das escolas

A federação sindical considera a publicação da tabela com os melhores e piores estabelecimentos de ensino de Portugal “o dia das mentiras sobre as escolas” e aproveita a ocasião deste lançamento para “saudar” os docentes portugueses, que continuam a ser “desrespeitados pelo governo”.

Greve dos enfermeiros: Costa considera parecer da PGR “muito claro”

António Costa referiu que as estruturas sindicais têm de cumprir a lei, sendo uma “boa oportunidade” para repensarem as formas de luta e debruçarem-se sobre o que é importante, assegurar aos enfermeiros aquilo que eles têm direito a ver assegurado.
Comentários