Gonçalo Reis eleito para o Conselho de Administração Executivo da EBU

A estação publica integra pela primeira vez este órgão executivo da EBU (União Europeia de Radiodifusão). A eleição decorreu hoje, na Assembleia Geral da EBU em Genebra.

Cristina Bernardo

O Presidente do Conselho de Administração da RTP, Gonçalo Reis, foi hoje eleito para o Conselho de Administração Executivo da União Europeia de Radiodifusão.

“A RTP passa a integrar a administração executiva da EBU, associação europeia de operadores públicos de média”, diz o presidente do canal de televisão do Estado na sua página no Facebook.

A EBU integra 119 organizações, de 56 países, que representam uma audiência potencial de mais de mil milhões de pessoas.

“Isto abre uma série de oportunidades à empresa: tecnologia, formação, intercâmbio de conteúdos, co-produções, informação sobre tendências e melhores práticas dos operadores de referência, e é mais um passo na afirmação da RTP no contexto internacional”, adianta Gonçalo Reis.

A estação publica integra pela primeira vez este órgão executivo da EBU (União Europeia de Radiodifusão).

A eleição decorreu hoje, na Assembleia Geral da EBU em Genebra.

Segundo o comunicado da RTP esta eleição é o “reconhecimento internacional da capacidade da instituição em várias áreas, com destaque para a organização do Festival Eurovisão da Canção em 2018; a valorização de projetos inovadores a nível europeu, como é exemplo os arquivos RTP online; a liderança da RTP no comité digital da EBU, passando pela organização de eventos e assembleias temáticas da EBU que têm decorrido em Portugal”.

 

Ler mais
Recomendadas

Governo propôs “mecanismo célere e ágil” para lesados não qualificados do Banif

“Após um aprofundado trabalho de análise jurídica, atendendo às diferenças face ao caso dos lesados do papel comercial do BES, o Governo propôs na referida reunião que fosse adotado um mecanismo célere e ágil com vista a reduzir as perdas sofridas pelos lesados não qualificados do Banif”, é referido num comunicado do gabinete do primeiro-ministro.

Marques Mendes antevê acusações de gestão danosa da CGD nos anos 2005 a 2008

Segundo o comentador, o facto de Ministério Público ter chamado a si a auditoria às gestões anteriores da CGD significa que se prepara para acusar gestores de gestão danosa. Marques Mendes revelou ainda que a auditoria está também no BCE. Outro tema em análise foi a OPA à EDP, a propósito da visita de Xi Jinping a Portugal. Marques Mendes diz que a OPA vai morrer de forma “natural”.

China convoca embaixador norte-americano após detenção de diretora da Huawei

A China convocou hoje o embaixador dos Estados Unidos em Pequim para protestar contra a detenção da diretora financeira da operadora de telecomunicações chinesa Huawei e pediu a Washington que abandone o pedido de extradição.
Comentários