Governo apoiou em nove mil milhões de euros o investimento empresarial nos últimos três anos

“Nesta legislatura já praticamente esgotámos os montantes disponíveis para os sistemas de incentivo ao investimento empresarial. Apoiámos nove mil milhões de euros de investimento empresarial em todo o país nestes três anos”, revelou Pedro Siza Vieira.

Cristina Bernardo

Numa intervenção no âmbito da inauguração das novas instalações da Sopsa, naquele concelho do distrito do Porto, Pedro Siza Vieira elogiou as empresas que “têm confiança no seu destino e investem”, agregando-lhe o papel que, defende, o Governo deve acompanhar.
“Nesta legislatura já praticamente esgotámos os montantes disponíveis para os sistemas de incentivo ao investimento empresarial. Apoiámos nove mil milhões de euros de investimento empresarial em todo o país nestes três anos”, revelou o governante.

Acrescentou que, até final do ano, serão “pagos dois mil milhões de euros” às empresas.

Enfatizando ser essa a razão por que “o Governo tem a necessidade absoluta de acompanhar o esforço de investimento empresarial e a confiança que as empresas portuguesas estão a manifestar no seu destino”, o ministro anunciou mais um instrumento de apoio às empresas no âmbito do Portugal 2020.

“Na reprogramação do Portugal 2020 criámos um instrumento híbrido que nos vai permitir continuar a acompanhar este esforço de investimento e apoiar até mais cinco milhões de euros de investimento privado até 2021”, disse.

Interpretando-o como um “sinal muito visível da confiança das empresas no futuro”, Pedro Siza Vieira recordou o anúncio na quinta-feira do Instituto Nacional de Estatística (INE) que “mostrou que em 2017, pela primeira vez desde o início da crise, Portugal teve um saldo migratório positivo”.

“Foram mais os que vieram viver e trabalhar para o nosso país do que os que saíram para fazer a sua vida noutros locais”, reforçou o governante.

Ler mais
Recomendadas

Governo propôs “mecanismo célere e ágil” para lesados não qualificados do Banif

“Após um aprofundado trabalho de análise jurídica, atendendo às diferenças face ao caso dos lesados do papel comercial do BES, o Governo propôs na referida reunião que fosse adotado um mecanismo célere e ágil com vista a reduzir as perdas sofridas pelos lesados não qualificados do Banif”, é referido num comunicado do gabinete do primeiro-ministro.

Marques Mendes antevê acusações de gestão danosa da CGD nos anos 2005 a 2008

Segundo o comentador, o facto de Ministério Público ter chamado a si a auditoria às gestões anteriores da CGD significa que se prepara para acusar gestores de gestão danosa. Marques Mendes revelou ainda que a auditoria está também no BCE. Outro tema em análise foi a OPA à EDP, a propósito da visita de Xi Jinping a Portugal. Marques Mendes diz que a OPA vai morrer de forma “natural”.

China convoca embaixador norte-americano após detenção de diretora da Huawei

A China convocou hoje o embaixador dos Estados Unidos em Pequim para protestar contra a detenção da diretora financeira da operadora de telecomunicações chinesa Huawei e pediu a Washington que abandone o pedido de extradição.
Comentários