Governo apoiou em nove mil milhões de euros o investimento empresarial nos últimos três anos

“Nesta legislatura já praticamente esgotámos os montantes disponíveis para os sistemas de incentivo ao investimento empresarial. Apoiámos nove mil milhões de euros de investimento empresarial em todo o país nestes três anos”, revelou Pedro Siza Vieira.

Cristina Bernardo

Numa intervenção no âmbito da inauguração das novas instalações da Sopsa, naquele concelho do distrito do Porto, Pedro Siza Vieira elogiou as empresas que “têm confiança no seu destino e investem”, agregando-lhe o papel que, defende, o Governo deve acompanhar.
“Nesta legislatura já praticamente esgotámos os montantes disponíveis para os sistemas de incentivo ao investimento empresarial. Apoiámos nove mil milhões de euros de investimento empresarial em todo o país nestes três anos”, revelou o governante.

Acrescentou que, até final do ano, serão “pagos dois mil milhões de euros” às empresas.

Enfatizando ser essa a razão por que “o Governo tem a necessidade absoluta de acompanhar o esforço de investimento empresarial e a confiança que as empresas portuguesas estão a manifestar no seu destino”, o ministro anunciou mais um instrumento de apoio às empresas no âmbito do Portugal 2020.

“Na reprogramação do Portugal 2020 criámos um instrumento híbrido que nos vai permitir continuar a acompanhar este esforço de investimento e apoiar até mais cinco milhões de euros de investimento privado até 2021”, disse.

Interpretando-o como um “sinal muito visível da confiança das empresas no futuro”, Pedro Siza Vieira recordou o anúncio na quinta-feira do Instituto Nacional de Estatística (INE) que “mostrou que em 2017, pela primeira vez desde o início da crise, Portugal teve um saldo migratório positivo”.

“Foram mais os que vieram viver e trabalhar para o nosso país do que os que saíram para fazer a sua vida noutros locais”, reforçou o governante.

Ler mais
Recomendadas

Vem aí a nova sociedade que vai controlar a “TSF”, o “DN” e o “Jornal de Notícias”

Os credores da Controlinveste, Millennium bcp e Novo Banco, acordaram o lançamento de uma nova sociedade que reúne as participações detidas pelas empresas de Joaquim Oliveira na Global Media, cuja posterior venda permitirá que os bancos presididos por Miguel Maya e António Ramalho possam recuperar parte dos 548 milhões de euros perdidos na Controlinveste

Governos ignoraram alerta do ROC sobre risco de “fraudes” na Caixa

BdP, banco e tutela não deram a devida atenção a alerta, em 2007, para o risco de“fraudes e erros” sem serem detectados devido a “limitações” no controlo interno em áreas como a concessão de crédito.

Dono da Toys “R” Us Iberia quer entrar na bolsa de Paris

A portuguesa Green Swan, do investidor Paulo Andrez, é um dos principais ‘players’ do mercado europeu de brinquedos e, em 2018, faturou uma média de um milhão de euros por dia. Se atingir os 500 milhões anuais tenciona entrar na bolsa de Paris.
Comentários