Governo avança com processo para criação de nova Estratégia Nacional para o Mar

“Foi exatamente uma das decisões tomadas na última CIAM [Comissão Interministerial para os Assuntos do Mar] realizada em outubro, o processo que levará à criação de uma nova Estratégia Nacional para o Mar”, disse Ana Paula Vitorino.

Cristina Bernardo

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou hoje, no parlamento, que o Governo já avançou com o processo para a criação de uma nova Estratégia Nacional para o Mar.

“Foi exatamente uma das decisões tomadas na última CIAM [Comissão Interministerial para os Assuntos do Mar] realizada em outubro, o processo que levará à criação de uma nova Estratégia Nacional para o Mar”, disse Ana Paula Vitorino, durante uma audição parlamentar conjunta entre a Comissão de Agricultura e Mar e a Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.

Apesar de não avançar mais detalhes, a governante indicou que, neste âmbito, está a ser preparada uma listagem de temas sob os quais serão desenvolvidos ‘workshops’.

“É um processo já em curso”, concluiu.

A Estratégia Nacional para o Mar, em vigor até 2020, define um modelo de desenvolvimento do oceano e das zonas costeiras, com o objetivo de permitir que Portugal responda aos desafios para a promoção e competitividade da economia do mar.

Recomendadas

Parlamento Europeu aprova metas para renováveis e eficiência energética até 2030

As novas regras, já acordadas entre os Estados-membros, estabelecem uma meta vinculativa de 32% de energia proveniente de fontes renováveis a nível da União Europeia (UE) para 2030 e um objetivo de eficiência energética de 32,5%.

Ministro da Defesa sobre Tancos: “Há efetivamente algumas informações contraditórias”

Em audição na Comissão da Defesa Nacional, o ministro admitiu que existem “limitações na elucidação total” por haver um processo judicial em curso e exigiu rigor na “identificação das vulnerabilidades” para evitar situações idênticas.

Assembleia Municipal do Porto aprova proposta de Orçamento para 2019

A Assembleia Municipal do Porto aprovou esta terça-feira a proposta do Orçamento para 2019 com os votos contra do PSD, PS e Bloco de Esquerda e a abstenção da CDU.
Comentários