Governo da Madeira autoriza despesa de 14 milhões para via rápida entre Câmara de Lobos e Estreito

A obra vai permitir “criar uma variante ao centro do Estreito de Câmara de Lobos, trazendo grandes benefícios ao nível das acessibilidades às populações destas localidades, atenuando, assim, as limitações da atual acessibilidade à povoação do Jardim da Serra, bem como a crescente saturação da malha urbana do Estreito de Câmara de Lobos”.

O Conselho de Governo da Madeira decidiu alocar 14 milhões de euros para a obra da via rápida entre Câmara de Lobos e o Estreito de Câmara de Lobos.

O executivo sublinha que esta obra vai permitir “criar uma variante ao centro do Estreito de Câmara de Lobos, trazendo grandes benefícios ao nível das acessibilidades às populações destas localidades, atenuando, assim, as limitações da atual acessibilidade à povoação do Jardim da Serra, bem como a crescente saturação da malha urbana do Estreito de Câmara de Lobos”.

É ainda referido que esta obra vem no seguido da entra em serviço, em 2017, da Via Rápida Câmara de Lobos/Estreito de Câmara de Lobos, da ligação com a Rua António Prócoro Macedo Júnior, e também das verbas que já foram alocadas para a escavação dos túneis, na primeira fase desta ligação entre o Estreito de Câmara de Lobos e o Jardim da Serra.

O Conselho de Governo autorizou um máximo de 6.200 euros para estabelecer um Associação de Desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira (ADRAMA), com o intuito de assegurar em 2020, despesas de funcionamento bem como a promoção de atividades de desenvolvimento social, económico e cultural.

O executivo madeirense estabeleceu dois contratos-programa com a Associação para o Desenvolvimento da Freguesia de Santo António (ASA), num máximo de 149 mil euros, no âmbito do Orçamento Participativo da Região Autónoma da Madeira (OPRAM) de 2019.

Recomendadas

Saiba como pode fazer o seu dinheiro crescer com a poupança

São muitos os produtos financeiros disponíveis no mercado. Os bancos, por exemplo, comercializam muitos produtos de poupança, nomeadamente depósitos a prazo, contas de poupança, depósitos indexados e duais, com diferentes rendibilidades e riscos.

Madeira: Alargada até 31 de março de 2021 a admissibilidade de documentos expirados

Os documentos continuarão a ser aceites nos mesmos termos, após 31 de março de 2021, desde que o seu titular faça prova de que já procedeu ao agendamento da respetiva renovação.

Líder do PSD/Madeira determina adiamento do Congresso Regional

Albuquerque salienta no comunicado que a estrutura partidária “tem dado o exemplo no que toca à salvaguarda e defesa da saúde pública”, pelo que em 21 de novembro irá realizar-se apenas um Conselho Regional para “garantir a tomada de posse dos novos órgãos eleitos”.
Comentários