Governo dos Açores vai transferir 36,5 milhões de euros para a SATA em 2019

A proposta de plano do Governo dos Açores para 2019 prevê a transferência para a companhia aérea SATA de 36,5 milhões de euros, assinalou esta quinta-feira a secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas.

“As verbas inscritas no plano são verbas que resultam do contrato de serviço público, existindo também uma verba adstrita ao aumento do capital social da SATA Air Açores, aprovado em reunião do Conselho do Governo, e também a necessidade de verbas para as obras nas infraestruturas aeroportuárias”, justificou Ana Cunha.

Segundo a governante, que foi ouvida na Horta pela Comissão de Política Geral da Assembleia Legislativa, a propósito do Plano e Orçamento do executivo para o próximo ano, estas verbas estão assim distribuídas: pagamento do serviço público no transporte aéreo (26,8 milhões de euros); aumento do capital social (7,8 milhões de euros); e exploração dos aeródromos da região (1,7 milhões de euros).

O Plano do Governo Regional para o próximo ano inclui ainda uma verba de cerca de 35 milhões de euros para o pagamento da renda da SCUT, as estradas sem custos para os utilizadores, construídas na ilha de São Miguel.

“Esse valor aumenta ligeiramente, em resultado da alteração forçada pelo tráfego, no entanto, salientava que, em relação aquilo que eram as previsões iniciais, continuamos bastante abaixo dos valores que era suposto estarmos a pagar”, explicou a titular da pasta dos Transportes, adiantando que a Região continua a ter uma “eficiente gestão deste contrato”.

A proposta de Plano do Governo para 2019 reserva uma verba de cerca de 150 milhões de euros para investimentos nas áreas tuteladas pela Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, repartidos entre os Transportes (88 milhões de euros), Obras Públicas (50 milhões), Tecnologias de Informação (7 milhões) e o Fundo Regional de Coesão (3,7 milhões de euros).

Recomendadas

Comissão Europeia tenciona impedir proibição em Espanha de veículos a gasolina e diesel a partir de 2040

O Governo de Espanha está a preparar uma nova lei que visa proibir a emissão de matrículas para veículos movidos a gasolina, diesel ou híbridos, a partir de 2040. Comissário europeu para a Ação Climática e Energia, Miguel Arias Cañete, avisa que essa lei poderá desrespeitar os princípios de unidade de mercado e neutralidade tecnológica.

Angela Merkel: ‘Desistência’ abre condições para falência do projeto europeu

Ainda ninguém conseguiu entender o que terá levado Angela Merkel a anunciar que desistiria da presidência do seu partido, sabendo que isso iria lançar uma espécie de caos na União Europeia. Mas as consequências da decisão para uma Europa a braços com uma crise de identidade profunda.

OE2019: PS propõe que se alargue à CGA alívio de penalizações por reforma antecipada

O PS anunciou hoje que vai apresentar uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2019 para alargar o regime de flexibilidade de acesso à reforma antecipada aos subscritores da Caixa Geral de Aposentações (CGA).
Comentários