Governo Regional aprova apoio ao fim das atividades da pesca com recurso a artes de cerco

A secretaria regional da Agricultura e Pescas, liderada por Humberto Vasconcelos, menciona que a frota de cerco apresentou pelo segundo ano consecutivo indicadores biológicos negativos e que o sector tem uma forte dependência do chicharro e da cavala.

O Governo Regional aprovou o regulamento que aprova o apoio ao fim das atividades da pesca com recursos a artes de cerco.

A secretaria regional de Agricultura e Pescas, liderada por Humberto Vasconcelos, salienta que “a frota de cerco (18-24 metros de comprimento fora a fora) apresentou, pelo segundo ano consecutivo, indicadores biológicos negativos”. A tutela acrescenta que o setor é “constituído por três embarcações que se dedicam à pesca dos pequenos pelágicos” e tem uma “forte dependência das capturas de chicharro e cavala” espécies que representam “99% do valor económico dos desembarques neste segmento”.

A tutela menciona que o segmento está “baseado nas capturas de duas espécies consideradas em situação de sobre pesca de crescimento” alertando que “a frota do cerco indicia uma situação de dificuldade que é necessário ter em conta”.

Ponderando estes fatores a portaria da secretaria regional de Agricultura e Pescas diz que se torna necessário “a adoção de uma medida de cessação definitiva da atividade da frota que captura, em exclusividade, os pequenos pelágicos com artes de cerco”.

Recomendadas

O que fazer quando um crédito “desaparece” da Central de Responsabilidades

No caso de o crédito “desaparecer” da CRC não significa que a dívida deixou de existir, sendo que o consumidor mantém a sua responsabilidade perante a obrigação. Esta situação poderá ocorrer aquando da cessão de crédito (venda da dívida a terceiros), a favor de uma entidade fora do sistema financeiro, pelo que esta passa a assumir a posição de credor.

PSD quer zona franca e registo de navios incluídos em estratégia atlântica

O deputado do PSD, Paulo Neves, afirmou que o Centro Internacional de Negócios (CINM) e o Registo de Navios (MAR) são de enorme importância para o país, e por isso deveriam ser prioritários para o Governo da República.

Cafôfo defende criação de rede para apoiar crianças que saem das instituições

Paulo Cafôfo considera necessário criar redes com equipas multidisciplinares, que façam a reabilitação da família e que deem o suporte que os jovens necessitam.
Comentários