Grandes investidores apostam em jogos de realidade aumentada

A empresa Niantic, criadora do Pokémon Go, vai lançar um jogo baseado no sucesso de Harry Potter.

Mark Kauzlarich/Reuters

Esta empresa de jogos em realidade aumentada já captou até ao momento mais de 400 milhões de dólares em investimentos. A Niantic conhecida pelos seus jogos de smartphone dotados de realidade aumentada está a desenvolver um jogo inspirado na série de livros e filmes Harry Potter.

No início deste ano, a empresa confirmou ter recebido um investimento de 190 milhões de dólares. A envolveu investidores tecnológicos como a Institucional Venture Partners (IVP), a Samsung e a aXiomatic Gaming. No total, a criadora de jogos já recebeu 415,6 milhões de dólares e está avaliada em 3,9 mil milhões de dólares, segundo o Wall Street Journal

O novo título, chamado Harry Potter: Wizards Unite, será uma joint venture com os estúdios Warner Bros. A aposta não foi feita ao acaso: a marca Harry Potter já gerou 15 mil milhões de dólares em vendas nas últimas duas décadas.

Relacionadas

Sony vendeu 92 milhões de Playstation 4 desde 2013

O exclusivo Marvel’s Spider-Man, um dos nomeados para os ‘Óscares dos Jogos’, foi um dos favoritos no ano passado. A Sony Interactive Entertainment prevê que o ano fiscal de 2018 termine com vendas acumuladas de 96,5 milhões de unidades desta consola.

Fortnite. Como um jogo gratuito rendeu quase 3 mil milhões de euros só este ano

Apesar do Fortnite ser de download gratuito, aquele que muitos consideram o jogo do ano é uma autêntica máquina de fazer dinheiro e tudo graças aos itens digitais que podem ser adquiridos no jogo: armas, acessórios e até passos de dança.

Sony apresenta o primeiro sensor de imagem de 48 megapixeis para smartphones

O novo sensor promete mais resolução e mais sensibilidade à luz.
Recomendadas

Fundo Atena II tem 75 milhões de euros para investir em empresas nacionais

A sociedade de capital de risco Atena Equity Partners criou um novo fundo de ‘private equity’ para investir em empresas com um volume de negócios superior a 10 milhões de euros, mas não olha para os resultados, que podem ser positivos ou negativos.

Já estão abertas as candidaturas para a 3ª edição do Free Electrons

O programa Free Electrons pretende encontrar soluções nas áreas da mobilidade, energias limpas, redes inteligentes e digitalização.

Startup portuguesa vai integrar programa Qatar SportsTech

Startup portuguesa está entre o restrito grupo de finalistas num concurso no Qatar.
Comentários