Grécia: Marcelo defende que o futuro é o projeto europeu, combatendo os nacionalismos

Numa declaração no Palácio Presidencial, em Atenas, onde foi recebido pelo Presidente da República Helénica, Prokopios Pavlopoulos, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu também que a União Europeia não pode sacrificar a coesão social com argumentos financeiros.

Foto: Cristina Bernardo
Ler mais

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu esta terça-feira, perante o seu homólogo grego, em Atenas, que é no projeto europeu que se tem de lutar por um futuro melhor, combatendo os nacionalismos, populismos e xenofobias.

Numa declaração no Palácio Presidencial, em Atenas, onde foi recebido pelo Presidente da República Helénica, Prokopios Pavlopoulos, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu também que a União Europeia não pode sacrificar a coesão social com argumentos financeiros.

O chefe de Estado reiterou que Portugal e Grécia convergem em pontos essenciais da política europeia e, com Pavlopoulos ao seu lado, afirmou: “Uns e outros, acreditamos na União Europeia, e sabemos que este momento é um momento crucial para o futuro da União Europeia”.

“Sim, senhor Presidente, foi o projeto europeu que permitiu o nosso reencontro, depois de tantos, tantos, tantos passos de um caminho vivido em comum. E será através do projeto europeu que teremos de continuar a batalhar para garantirmos um futuro muito melhor para os nossos filhos, os nossos netos e todas as gerações vindouras, combatendo tentações nacionalistas, populistas, xenófobas, demagógicas”, sustentou.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, Portugal e Grécia convergem em relação à conclusão da união económica e monetária e da união bancária, em matéria de migrações e de refugiados e também relativamente ao próximo quadro financeiro da União Europeia.

“Convergimos na construção de um quadro financeiro plurianual que seja equilibrado e justo e virado para o futuro. Convergimos na defesa da coesão social e da preocupação com a necessidade de não sacrificar os reequilíbrios dessa coesão no seio da União Europeia, porque sabemos que não há argumentos financeiros que possam ultrapassar as preocupações com as pessoas e que há um ajustamento constante a fazer a pensar nas pessoas, nos europeus”, acrescentou.

De acordo com o Presidente da República, a proximidade do projeto europeu às pessoas é fundamental, “só essa proximidade permite afastar os tais perigos dos desequilíbrios nos sistemas políticos, económicos e sociais, dos ceticismos, dos populismos, das demagogias”.

Marcelo Rebelo de Sousa está na Grécia desde segunda-feira, a convite do seu homólogo grego, para uma visita de Estado de dois dias e meio, acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e por deputados dos cinco maiores partidos com assento parlamentar.

Relacionadas

Marcelo reúne-se hoje com Alexis Tsipras e chefe de Estado grego

Marcelo Rebelo de Sousa está na Grécia desde segunda-feira, a convite do seu homólogo grego, para uma visita de Estado de dois dias e meio, acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Diplomatas são os funcionários mais bem pagos do Estado, acima do Presidente da República

Os dados da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP) indicam que os diplomatas são os funcionários do Estado que mais ganham.

E se Guterres tivesse avançado para Belém? “Quase de certeza” que não seria candidato, admite Marcelo

Vamos imaginar que o António Guterres era candidato a Presidente da República na altura em que eu fui. Eu quase de certeza não era candidato porque eu achava que ele cumpria essa missão melhor do que eu. Porquê concorrer contra ele? Ele cumpria melhor do que eu”, admitiu Marcelo.

Marcelo vai recandidatar-se? “Não vou utilizar o cargo para fazer candidatura escondida”

Marcelo Rebelo de Sousa revela que não é “favorável a despedidas grandiosas no termo dos mandatos” e defendeu que, “pelo contrário, deve haver um apagamento progressivo para deixar o palco aos candidatos e ao futuro Presidente”.
Recomendadas

Marcelo Rebelo de Sousa reúne-se com Guterres no domingo e discursa quarta-feira na ONU

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai encontrar-se com o secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, no domingo, em Nova Iorque, onde irá discursar na 73.ª sessão da Assembleia Geral desta organização, na quarta-feira.

João Matos Fernandes: “Governo cumpriu rigorosamente acordo com setor do táxi”

O ministro Ambiente, João Matos Fernandes, disse este sábado que o Governo cumpriu “rigorosamente” o acordo que assinou com a duas associações que representam os taxistas para a modernização do setor.

OE2019: PCP quer baixar fatura na energia e aumentar impostos às energéticas

O PCP apresentou este sábado uma lista de sete propostas para o Orçamento do Estado de 2019, como a redução de taxas na eletricidade e combustíveis, sugerindo um aumento de impostos a pagar pelas empresas energéticas.
Comentários