GREEN PROJECT AWARDS 2018: CANDIDATURAS ATÉ 31 DE MAIO

As candidaturas aos Green Project Awards (GPA) decorrem até dia 31 de maio. A plataforma multissetorial dedicada ao reconhecimento das boas práticas para o desenvolvimento sustentável apresenta sete categorias e quatro prémios especiais na sua 11ª edição.

Agricultura e Floresta (inovação, transformação digital e desenvolvimento para a preservação e proteção dos sistemas produtivos e de combate aos episódios extremos com impacto na agricultura e na floresta), Iniciativa Jovem (decorrente do Projeto_80), Inovação e Economia Circular (inovação para a circularização da economia, com recurso à transformação digital e novas tecnologias nas áreas da conceção, processos de produção e gestão de recursos), Inovação Social e Mobilização (iniciativas, produtos/serviços dedicados à inovação social e economia social, privilegiando o empreendedorismo social), Mar (soluções para o desenvolvimento sustentável das atividades económicas, tradicionais ou emergentes, em ambiente marinho e que associem a economia do mar ou azul à proteção do património natural), Turismo (projetos que contribuam para o turismo sustentável e para a criação de sinergias que promovam o desenvolvimento local e multissetorial) e Urbes (iniciativas com impacto positivo na qualidade de desempenho do ecossistema urbano, independente da sua dimensão) são as categorias de 2018.

Em 2018 serão também atribuídos quatro prémios especiais. Entre todos os finalistas de todas as categorias à edição de 2018, serão atribuídos o Prémio GPA-ANI Born From Knowledge (BfK Awards) e o Prémio GPA-COTEC Indústria 4.0. O Prémio GPA-EGF Inovação e Economia Circular distinguirá o vencedor da categoria Inovação e Economia Circular e, ainda, o Prémio GPA-REN Florestas e Biodiversidade atribuído entre todos os candidatos da categoria Agricultura e Floresta.

Podem concorrer ao GPA, Empresas, Organizações Não Governamentais (ONG), Associações, Cooperativas, Estabelecimentos de Ensino e Investigação, Administração Pública e Cidadãos a título individual que apresentem iniciativas, projetos, serviços ou produtos que visem o desenvolvimento sustentável e que tenham sido implementados em Portugal nos últimos três anos. Regulamento e outras informações disponíveis em www.gpa.pt.

O GPA é uma iniciativa da Agência Portuguesa do Ambiente, Quercus e GCI e referência nacional da promoção do desenvolvimento sustentável em Portugal. Conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República Portuguesa e o apoio institucional da UNESCO, Comissão Europeia, CPLP e do Governo Português, representado pelos Ministérios da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, do Ambiente, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Economia, da Educação, do Mar, das Finanças e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

 

Recomendadas

Morais Leitão e Uría Menéndez assessoram venda das mini centrais da EDP

O escritório de Nuno Galvão Teles apoiou o vendedor (EDP) enquanto a firma liderada por Bernardo Diniz de Ayala e Antonio Villacampa esteve do lado do comprador (Aquila Capital).

PremiumCNPD já aplicou as primeiras multas no âmbito do RGPD

João Leitão Figueiredo, associado da CMS Rui Pena & Arnaut, diz que a “multa da CNPD ao hospital do Barreiro foi um alerta para as empresas públicas”.

Premium“Arbitragem continua a ser o meio preferido de resolução de litígios internacionais”

O líder da equipa de arbitragem da PLMJ afirma que há uma “crescente autonomização” do direito de arbitragem e que a sociedade tem feito “um forte investimento” nesta área.
Comentários