Greve dos Motoristas: ANTRAM quer requisição civil “urgente” por incumprimento dos serviços mínimos

A ANTRAM acusou os sindicatos de não estarem a cumprir os serviços mínimos na greve de motoristas e pede uma requisição civil “urgente”, disse esta segunda-feira o advogado André Matias de Almeida à Lusa.

“Em Sines, os serviços mínimos estão a ser incumpridos a 100%, no Aeroporto de Lisboa deveriam estar a 100% e estão a 25%, na Petrogal, por exemplo, deveriam ter sido feitas 225 cargas e foram 48”, refere o comunicado enviado pela Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) à agência Lusa.

Segundo o representante legal da Antram, “tudo corria normalmente até às declarações públicas” do representante do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas, Pedro Pardal Henriques, hoje de manhã.

A Antram adianta ainda que há motoristas que “abandonaram as empresas para se juntarem a Pedro Pardal Henriques e há empresas que não têm ninguém para fazer os serviços mínimos hoje à tarde”.

Relacionadas
gasolina_combustiveis_greve_motoristas

ANTRAM conta 23 motoristas a fazer greve

Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias diz que adesão à greve é de apenas 0,4% mas sindicato contra-argumenta com 80%. Presidente do SIMM, Jorge Cordeiro considera que os valores são “desprovidos de fundamento”.

Greve dos motoristas: Profissionais da GNR acusam António Costa de contrariar “princípios da democracia”

“Considera-se lamentável que o senhor primeiro-ministro tenha demonstrado que claramente desrespeita a dignidade profissional daqueles que servem a Guarda”, indicou a Associação em comunicado, voltando a manifestar-se contra a ideia de recorrer a profissionais da GNR para conduzir veículo pesados de transporte de matérias perigosas.

“Felizmente não foi necessário decretar requisição civil”, afirma António Costa

O primeiro-ministro mostra-se satisfeito com o facto de os serviços mínimos estarem a ser cumpridos.
Recomendadas

Regulador americano autoriza terceira dose da Pfizer para idosos e adultos de risco

A Food and Drug Administration (FDA) anunciou que os adultos com mais de 65 anos podem receber a terceira dose da vacina desenvolvida pela Pfizer/BioNTech, desde que seis meses após a segunda dose. A autorização estende-se ainda a adultos que estejam em risco elevado de contrair complicações severas após a infeção.

Miguel Gouveia diz que votar na Coligação Confiança é a “garantia da liberdade que se vive e sente” no Funchal

O candidato da Coligação Confiança considerou que no próximo fim-de-semana, “estaremos à altura da confiança dos funchalenses, porque ninguém quer voltar para trás, ninguém quer voltar a um passado de má memória, em que esta Câmara era um mau exemplo para todas as Câmaras do país, em termos financeiros, urbanísticos, na causa animal, na igualdade e na sustentabilidade e, acima de tudo, era um mau exemplo na liberdade que deve caracterizar o poder local autónomo”.

Governo não vai obrigar a englobamento de rendas no IRS

“O Governo não está a estudar ou a preparar para este Orçamento do Estado o englobamento de rendimentos prediais nem de juros de depósito”, disse fonte do Executivo ao “Observador”.
Comentários