Grupo de investidores árabes lidera corrida à compra do Efisa

A venda do Banco Efisa está num ponto crucial, a hierarquia de propostas pôs o fundo de investidores árabes à frente do Banco Económico.

A lista de hierarquia das propostas para a compra do Banco Efisa já identificou um vencedor, trata-se do grupo de empresas de investimento na área financeira cujos principais acionistas são árabes e estão baseados no Reino Unido. Em segundo lugar, ficou, portanto, a proposta do Banco Económico (ex-BESA).

O dossier está nas mãos do Ministério das Finanças, soube o Jornal Económico, que deverá avaliar e despachar o assunto nas próximas duas semanas.

Só depois da autorização das Finanças serão iniciadas as negociações da Parvalorem com o vencedor do concurso que, entretanto, terá de enviar uma garantia bancária no valor da proposta vinculativa.

 

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

STCP vai fechar o ano com 50 autocarros novos

Estes autocarros fazem parte de um pacote de renovação da frota da empresa que passou pela aquisição, em curso, de um total de 188 autocarros, que irão entrar todos em funcionamento até meados de 2020, num investimento previsto de cerca de 92 milhões de euros.

Primark estende programa de algodão sustentável ao Paquistão

Segundo esta cadeia, 4,4 milhões de pijamas de algodão da Primark fabricados com algodão de origem sustentável foram vendidos no primeiro ano desta iniciativa.

“Crescimento da Mercadona virá de Portugal”, assume presidente do grupo

O líder da distribuição em Espanha está a atingir o limite máximo de lojas no país vizinho e optou por Portugal para ser a primeira experiência de internacionalização e para continuar a expandir-se.
Comentários