Guia Michelin, TripAdvisor e TheFork fazem parceria internacional

A The Fork, subsidiária da TripAdvisor, comprou a Bookatable à Michelin, por valor não revelado, criando a maior plataforma mundial de reservas de restaurantes ‘online’, com mais de 80 mil restaurantes reserváveis.

O Guia Michelin, TripAdvisor e TheFork anunciaram hoje, dia 3 de dezembro, uma parceria estratégica internacional para oferecer aos clientes das três redes “uma forma mais completa de encontrar a experiência gastronómica ideal, para além de melhorar o acesso a uma variedade maior de restaurantes de alta qualidade em todo o mundo”.

“A Michelin e o TripAdvisor, com a sua subsidiária TheFork, assinaram uma parceria de conteúdo
e licenciamento para combinar a experiência da seleção gastronómica do Guia Michelin com o poder do grande público de clientes do TripAdvisor e o serviço avançado de reservas do TheFork”, explica um comunicado conjunto.

De acordo com este documento, “os 14 mil restaurantes selecionados pelos especialistas do Guia Michelin em todo o mundo serão claramente identificados com as suas classificações – Star, Bib Gourmand e Plate – no ‘site’ do TripAdvisor e nas aplicações, levando a uma acessibilidade significativamente melhorada da seleção Michelin”.

Por seu turno, “cerca de 4.000 restaurantes em toda a Europa estarão em breve acessíveis e reserváveis no TheFork, e na plataforma digital do Guia Michelin”.

“Para além disso, a Michelin assinou um acordo para vender a Bookatable ao TheFork. Essa aquisição permite ao TheFork consolidar os seus mercados e expandir para cinco novos países: Reino Unido, Alemanha, Áustria, Finlândia e Noruega. Isso significa que os 14 mil restaurantes que podem ser reservados no Bookatable se juntarão aos 67 mil que já podem ser reservados no TheFork, criando a maior plataforma de reservas de restaurantes “online'”, destaca o referido comunicado.

Os termos da aquisição da Bookatable pelo TheFork não serão divulgados, esclarece esta nota informativa.

“Durante quase 120 anos, o Guia Michelin esforçou-se para fornecer às pessoas as melhores informações, independentes e confiáveis dos restaurantes, ao mesmo tempo que respeitava as regiões e tradições ‘gourmet’ e promovia o trabalho de ‘chefs’ apaixonados para clientes igualmente apaixonados. Devido à natureza objetiva dos critérios usados pelos especialistas da Michelin, o Guia Michelin também ajuda a expandir a influência das tradições gastronómicas do mundo e a aumentar o turismo”, assinala o comunicado conjunto.

No entender dos signatários, esta parceria entre o Guia Michelin, o TripAdvisor e o TheFork “aumentará significativamente a visibilidade dos ‘chefs’ e restaurantes do guia Michelin e aumentará as reservas, graças ao ‘link’ para as principais plataformas de reservas ‘online’ do mundo”.

“Com os nossos mais de 120 anos de experiência na elaboração de guias gastronómicos que fornecem recomendações de restaurantes com especialistas independentes, esta parceria estratégica entre a Michelin e o TripAdvisor oferecerá uma visibilidade sem precedentes aos estabelecimentos listados nas seleções do Guia Michelin em todo o mundo”, disse Scott Clark, membro da Comissão Executiva do Grupo Michelin.

O mesmo responsável acrescentou que “ao combinar os critérios exclusivos de curadoria e seleção de restaurantes do Guia Michelin, com a abrangente plataforma de planeamento de viagens do TripAdvisor, poderemos tornar as seleções do Guia Michelin acessíveis a um número muito maior de clientes em todo o mundo”.

Segundo o referido comunicado, “juntos, estes acordos ambiciosos permitirão oferecer a milhões de consumidores a possibilidade de identificar e reservar com facilidade restaurantes selecionados pela Michelin no TheFork acrescentando que, “em troca, todos os parceiros de restaurantes do TheFork também poderão ser reservados nas plataformas digitais do Guia Michelin”, na ‘web’ e através da ‘app’.

“Estamos felizes em adicionar a Bookatable by Michelin à família do TripAdvisor. Este contrato permite-nos continuar a expandir os nossos negócios geograficamente, oferecendo um serviço ainda mais valioso aos restaurantes e aos utilizadores”, disse Bertrand Jelensperger, vice-presidente sénior do TripAdvisor Restaurantes e CEO do TheFork.

“Em breve, tornaremos os restaurantes da seleção Michelin reserváveis e mais visíveis nas nossas
plataformas para melhor atender os nossos utilizadores e direcionar os clientes certos para
cada restaurante”, assegurou este responsável.

O TheFork e o TripAdvisor oferecem aos restaurantes uma rede alargada de clientes com alta intenção.

O TheFork tem como alvo os ‘foodies’ de 22 mercados, graças à aquisição, com mais foco nos consumidores locais, contando com mais de 80 mil restaurantes reserváveis e mais de 30 milhões de visitas mensais, enquanto o TripAdvisor ajuda quase 460 milhões de viajantes por mês a planear a melhor viagem com a ajuda de mais de 830 milhões de avaliações e opiniões de 8,6 milhões de acomodações, restaurantes, experiências, companhias aéreas e cruzeiros.

“Estes visitantes virtuais são um grande conjunto de novos clientes para restaurantes e podem impactar positivamente as suas receitas. De acordo com um estudo recente realizado pela Strategy&, um membro da PwC network, as empresas juntas influenciaram quase oito mil milhões de dólares americanos [cerca de 7,2 mil milhões de euros ao câmbio atual] em receita em 2018 em seis mercados estudados (França, Itália, Holanda, Espanha, Estados Unidos e Reino Unido), e isso representa mais de 320 milhões de refeições adicionais em restaurantes”, destaca o comunicado conjunto.

O TheFork é uma marca do TripAdvisor, a plataforma de reservas ‘online’ que reclama ser líder do setor na Europa, Austrália e América Latina, com uma rede que conta com mais de 67 mil restaurantes e mais de 30,5 milhões de visitas mensais. A plataforma opera com a marca “lafourchette” em França e na Suíça, como “ElTenedor” em Espanha, como “TheFork” em Portugal, Itália, Bélgica, Brasil, Suécia,
Austrália, Dinamarca e Holanda e como “Restorando” em países da América Latina. E ainda, em inglês como “TheFork.com”.

O TheFork conecta restaurantes e clientes. Através do TheFork (website e aplicação para dispositivos móveis) assim como através do TripAdvisor, os clientes podem selecionar um restaurante de acordo com os seus critérios de preferência (localização, tipo de cozinha, tipo de restaurante e ainda, pelo preço médio), consultar avaliações de outros clientes, verificar disponibilidade em tempo real e fazer uma reserva imediata. Para os restaurantes, o TheFork oferece uma solução de ‘software’, o TheFork Manager que permite aos restaurantes optimizar a gestão de reservas, agilizar operações e ainda, melhorar o serviço e a sua receita, aplicando práticas que são utilizadas com sucesso na indústria hoteleira e de viagens.

O TripAdvisor é cotado na bolsa norte-americana Nasdaq (NASDAQ:TRIP), assumindo-se como a maior plataforma de viagens do mundo, ajudando cerca de 460 milhões de viajantes por mês para aproveitarem o potencial de cada viagem. Os viajantes de todo o mundo usam o ‘site’ e a aplicação do TripAdvisor para pesquisar mais de 830 milhões de avaliações e opiniões de 8,6 milhões de acomodações, restaurantes, experiências, companhias aéreas e cruzeiros.

Seja planeando ou viajando, os viajantes recorrem ao TripAdvisor para comparar preços baixos em hotéis, voos e cruzeiros, reservar passeios e atrações populares, além de reservar mesas em ótimos restaurantes. O TripAdvisor está disponível em 49 mercados e 28 idiomas.

Os subsidiários e afiliados do TripAdvisor, Inc. (NASDAQ: TRIP) possuem e operam num portfólio de ‘sites’ sob 20 outras marcas de meios de viagens.

Por seu turno, a Michelin, empresa líder em mobilidade, dedica-se a melhorar a mobilidade de seus clientes de maneira sustentável; projetar e distribuir os pneus, serviços e soluções mais adequadas às necessidades dos seus clientes; fornecer serviços digitais, mapas e guias para ajudar a enriquecer viagens e viajantes e torná-las experiências únicas; e desenvolvimento de materiais de alta tecnologia que
atendem a uma variedade de indústrias.

Sediada em Clermont-Ferrand, França, a Michelin está presente em 170 países, possui mais de 125 mil funcionários e opera 67 instalações de produção de pneus que, juntas, produziram cerca de 190 milhões de pneus em 2018.

Ler mais
Recomendadas

PremiumArriva alerta para necessidade de subir salários

Multinacional alemã Deutsche Bahn demarca-se de outras operadoras de transporte público rodoviário de passageiros. Dona da TST aplaude a política de tarifas baixas aplicada pelo Governo, mas exige compensações.

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

“Confrontados com o grave ataque público à integridade profissional da jornalista Maria Flor Pedroso, os jornalistas abaixo-assinados não podem deixar de tomar posição em sua defesa”, referem os 55 jornalistas que subscrevem o documento.

PremiumO Estado angolano, a empresa americana e o gestor português

A Aenergy, detida por um português, teve vários contratos cancelados pelo Executivo angolano por alegadas irregularidades. Oempresário diz que sempre cumpriu a lei e já recorreu das decisões.
Comentários