Gulbenkian a única instituição portuguesa convidada para o Paris Peace Forum

A Fundação Calouste Gulbenkian, representada pela sua Presidente, Isabel Mota, esteve presente no encontro anual de líderes para comemorar 100 anos do fim da Primeira Guerra, na qualidade de parceira, ao lado de fundações internacionais como a Ford Foundation, a Carnegie Corporation of new York, a Robert Bosch Stiftung, Open Society, Mercator Stifting ou a Rockefeller Foundation.

A Fundação Calouste Gulbenkian foi a única instituição portuguesa a ser convidada por Emmanuel Macron para o Paris Peace Forum – a primeira edição de um encontro anual de líderes de âmbito global, que visa promover a cooperação internacional como forma de garantir a paz duradoura no mundo.

A Fundação Calouste Gulbenkian, representada pela sua Presidente, Isabel Mota, esteve presente na qualidade de parceira, ao lado de fundações internacionais como a Ford Foundation, a Carnegie Corporation of new York, a Robert Bosch Stiftung, Open Society, Mercator Stifting ou a Rockefeller Foundation.

Inaugurado pelo Presidente francês, Emmanuel Macron, no dia em que se celebraram 100 anos do fim da Primeira Grande Guerra, o Paris Peace Forum contou com intervenções, entre outros, do próprio Emmanuel Macron, da Chanceler alemã Angela Merkel e do Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas António Guterres.

Durante esta semana, o Forum reuniu os mais importantes chefes de Estado e líderes de organizações internacionais, governamentais e não-governamentais que, de um modo original e focado nas soluções, analisaram e elegeram projetos inovadores capazes de responder aos principais problemas do nosso tempo.

 

Recomendadas

Cannes mostra “curiosidade” por Portugal como destino de filmagens

Quase uma centena de realizadores e produtores estiveram presentes no cocktail organizado pelo Turismo de Portugal e pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual durante o Festival de Cannes, em França, para promover o novo programa nacional de acompanhamento e crédito fiscal para os filmes rodados no país.

Ministra israelita critica uso de bandeira palestiniana em atuação de Madonna na Eurovisão

A ministra da Cultura israelita, Miri Regev, classificou como “um erro” a presença da bandeira palestiniana nas costas de bailarinos durante a atuação de Madonna na final do Festival Eurovisão.

Governo cria comissão para agilizar produção de filmes e séries internacionais em Portugal

“A Portugal Film Commission irá garantir a simplificação e agilização de procedimentos na obtenção de autorizações para filmagens em Portugal, em articulação com os diversos serviços e organismos públicos da administração central do Estado”, refere um comunicado do Conselho de Ministros.
Comentários