Há cada vez mais turistas a visitar Santo Antão para a prática de trekking

Santo Antão conheceu, nos últimos oito meses, uma grande movimentação de turistas, provenientes sobretudo do Norte da Europa que, durante a chamada época alta do turismo, procuraram esta ilha para a prática de trekking.

Os operadores turísticos, que se mostram “satisfeitos” com o crescimento que o turismo santantonense tem estado a registar, nos últimos tempos, enaltecem o facto de a oferta turística nesta ilha ter conhecido, durante a época alta, que decorre entre Outubro e Maio, “alguma diversificação” com a aposta na escalada e o canyoning na montanha, bem como nos desportos náuticos.

O trekking (caminhadas em trilhos à procura de natureza) é, para já, a principal oferta turística da ilha de Santo Antão, cuja diversificação, registada este ano, terá contribuído, segundo alguns operadores, para aumentar ainda mais a presença dos turistas nesta ilha, bastante visitada nos últimos meses.

Em 2017, mais de 26 mil turistas visitaram Santo Antão, registando um acréscimo de 23,8% face ao ano de 2016, o que confirma que esta ilha tem sido cada vez mais visitada por turistas, maioritariamente, europeus.

Um estudo sobre o turismo em Santo Antão, elaborado, em 2017, no âmbito da cooperação luxemburguesa, traça como desafios para o sector, em termos imediatos, o incremento de outras componentes ainda “bastante limitadas”, como a cultura gastronómica e a observação de espécies, que podem ter “um papel relevante” a nível da oferta turística, nesta região.

A empresa portuguesa “Afrikadventures – Turismo de Natureza”, que actua, há um ano, na cidade do Porto Novo, nos desportos náuticos, pretende alargar os investimentos neste município, com a instalação de um centro de actividades ao ar livre no Tarrafal de Monte Trigo.

Este centro, que representa um investimento à volta de 700 mil euros, além do trekking e mergulho, vai apostar ainda em canoagem, turismo sub-aquático e coasterring (caminhadas à beira mar).

As autoridades locais acreditam que este projecto, cuja implementação deve acontecer ainda em 2018, vai contribuir para a diversificação da oferta turista em Santo Antão.





PUB
PUB
PUB