Há mais concorrência ao Spotify e Apple Music. YouTube Music chegou a Portugal

A plataforma de ‘streaming’ já chegou ao país. “Está tudo aqui. Não apenas vídeos de música, mas também álbuns oficiais, singles, remixes, atuações ao vivo, covers e aquele tipo de música, difícil de encontrar, e que só poderá obter no YouTube”, garante a empresa.

A plataforma de ‘streaming’ de música YouTube Music, criada pelo YouTube, subsidiária da Google e acessível desde maio nos Estados Unidos, está disponível em Portugal a partir de hoje.

“Está tudo aqui. Não apenas vídeos de música, mas também álbuns oficiais, singles, remixes, atuações ao vivo, covers e aquele tipo de música, difícil de encontrar, e que só poderá obter no YouTube”, de acordo com a YouTube num comunicado hoje divulgado.

A empresa refere que o novo serviço de ‘streaming’ de música, “disponível em Portugal a partir de hoje”, foi “concebido para se ouvir música, mas tendo como pano de fundo a magia do YouTube: tornando o mundo da música mais fácil de se explorar e de uma forma mais personalizada do que nunca”. “Quer pretenda ouvir, ver ou descobrir – tudo pode ser encontrado num único local”, lê-se no comunicado.

Na plataforma, estão disponíveis “milhares de ‘playlists’ em função do género musical, estado de espírito ou atividade” de quem a aceder. Além disso, a YouTube Music tem disponível “pesquisa inteligente, de modo a [quem ouve] poder encontrar aquela música, mesmo quando não se lembra do nome”, escrevendo descrições como “‘música hipster com assobio’ ou ‘música rap com flauta’”. Além disso, é também “possível procurar pelas letras (mesmo que estejam erradas)”.

A YouTube Music pode ser acedida gratuitamente, “suportada por anúncios”. Para uma “experiência sem anúncios”, a empresa disponibiliza, também a partir de hoje, em Portugal, o YouTube Music Premium, “sistema de subscrição que permite ouvir música em fundo e fazer downloads”, além de não incluir publicidade.

Este serviço tem um custo de 6,99 euros por mês. O YouTube Music Premium pode também ser acedido através de computadores, ‘tablets’ ou telemóveis sem ligação à Internet. “Além do mais, a seleção de músicas ‘offline’ descarrega automaticamente músicas de que gosta, só para o caso de se esquecer de o fazer”, refere a empresa.

A plataforma YouTube Music tem como concorrentes, entre outros, a Spotify e a Apple Music.

Ler mais
Recomendadas

Número de jornalistas presos atinge novo recorde, com 251 profissionais aprisionados

Pelo terceiro ano consecutivo, cerca de 251 jornalistas estão presos em todo o mundo, o que sugere que a abordagem autoritária à cobertura crítica de notícias é mais do que um pico temporário. China, Egito e Arábia Saudita aprisionaram mais jornalistas do que no ano passado. A política é o tema mais arriscado, seguido pelos direitos humanos.

Braga torna-se a 13ª cidade a receber os serviços da Uber Eats

Atualmente, o Uber Eats cobre perto de 30% da população portuguesa estando, a partir de hoje, disponível em treze cidades nacionais. Freguesias como Gualtar, Real e Nogueira integram nas sete freguesias de Braga onde este serviço estará disponível.

Exportação de bens culturais aumentou 57,4 milhões de euros no último ano

Novos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam que em 2017 os portugueses tiveram uma participação cultural mais ativa: museus com mais 10,6% de visitantes e cinema e espetáculos ao vivo com mais 4,6% e 3,9% de espetadores.
Comentários