Há seis armadores interessados na ligação por ferry entre a Madeira e o continente

Em apenas um dia, duplicou o número de entidades que adquiram o caderno de encargos, diz o secretário da Economia, Eduardo Jesus. Armadores têm 70 dias para apresentar propostas.

O número de armadores que manifestaram interesse em operar na linha marítima entre a Madeira e o continente duplicou em apenas um dia, adiantou, esta quinta-feira, o secretário regional da Economia, Turismo e Cultura. Eduardo Jesus diz que, até ao final da tarde, eram seis as entidades que já tinham adquirido o caderno de encargos da operação, um indicador que considerou muito positivo.

Os armadores têm agora 70 dias para apresentarem as suas propostas e analisar o caderno de encargos que Eduardo Jesus diz ter sido feito à medida dos interesses da Madeira, mas sem criar condicionalismos à viabilidade da operação. O tutelar da pasta da Economia referia-se, em concreto, aos portos onde o navio vai atracar, deixando claro que foram estabelecidos dois portos – Funchal e Portimão -, sem que esteja, contudo, fechada a hipótese de Lisboa, caso seja opção do armador.

“Queremos mesmo que esta linha se concretize e por isso não quisemos condicionar os fatores que pudessem afetar o interesse da Madeira”, sublinhou o governante que presidiu, hoje, à abertura  da Festa do Vinho na placa central da Avenida da Arriaga.

Na ocasião, Eduardo Jesus revelou-se também satisfeito com a  taxa de ocupação hoteleira situada nos 89% , um indicador, considerou, do interesse dos visitantes por este cartaz.

 

Relacionadas

Publicado em Diário da República procedimento para a ligação ferry entre Madeira e Continente

A secretaria regional da Economia, Turismo e Cultura, dirigida por Eduardo Jesus fixou o preço base para a ligação marítima ferry entre a Madeira e o Continente em 9 milhões de euros.
Recomendadas

Débito direto: fácil e vantajoso, mas …

O débito direto pode ser inativado a qualquer momento, podendo ser feito numa caixa Multibanco e assim impede futuros pagamentos. Porém, a inativação do débito direto, por si só, não se traduz na anulação de um contrato.

Cafôfo defende requalificação do produto turístico mantendo a identidade e a qualidade

“Aquilo que aqui assistimos é que o Governo Regional, infelizmente, não ouve quem está no setor e quem tem opinião e quer contribuir para a melhoria do nossos destino turístico”, afirma o candidato do PS-Madeira..

Secretário Regional de Educação frisa importância de não deixar seniores fora da evolução dos conhecimentos

Jorge Carvalho afirmou que é fundamental criar espaços onde os cidadãos, independentemente do seu contexto, idade e profissão possam estar em contexto de aprendizagem, sendo que estas universidades são um”complemento fundamental” para manter esta população ativa.
Comentários