‘Helene’ deve passar a ciclone extratropical nas próximas 48 horas

A previsão de trajetória aponta para que passe o arquipélago dos Açores entre os grupos ocidental e central.

O ‘Helene’ deve passar a ciclone extratropical nas próximas 48 horas, diz o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Na mais recente atualização enviada às redações, esta manhã, o IPMA explica que “o ciclone ‘Helene’ está a deslocar-se para norte a 37 quilómetros por hora, com uma previsão da trajetória a indicar que deverá atravessar o arquipélago entre os grupos Ocidental (Flores e Corvo) e Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial)”.

Prevê-se que às 18:00 dos Açores (mais uma hora em Lisboa) se encontre a aproximadamente 28 quilómetros a leste da ilha das Flores.

“Espera-se que, nas próximas 48 horas e coincidindo com a passagem pelo arquipélago, ocorra a transição para ciclone extratropical”, refere o IPMA.

É muito provável (probabilidade entre 60% e 90%) que as ilhas dos grupos Ocidental e Central comecem a sofrer os efeitos desta tempestade (com aumento gradual da intensidade do vento e agitação marítima e ocorrência de precipitação pontualmente forte) a partir das 06:00 (hora dos Açores) de sábado.

O mau tempo deverá estender-se gradualmente às ilhas do grupo Central, prevendo-se que entre as 12:00 de sábado e as 09:00 de domingo ocorra precipitação intensa, o vento sopre do quadrante sul forte a muito forte, com rajadas até 120 quilómetros por hora, e as ondas atinjam os oito metros de altura significativa de sul, indica o IPMA.

Quanto às ilhas do grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), prevê-se que ocorram precipitação temporariamente forte e rajadas que poderão atingir os 85 quilómetros por hora.

Na sequência destas previsões, a Capitania do Porto de Santa Cruz das Flores e a Capitania do Porto da Horta emitiram um alerta de agravamento do estado do tempo, especialmente da agitação marítima recomendando medidas de precaução à comunidade piscatória e à população.

Devido à chuva, o IPMA emitiu um aviso vermelho (o mais grave) para sábado para o grupo Ocidental, estando a região abrangida por outros avisos laranja e amarelos.

Ler mais
Recomendadas

Noruega aprova plano de extração de cobre no Ártico, ”um dos projetos industriais mais nocivos ao ambiente”

Acredita-se que até 66 milhões de toneladas de minério de cobre estejam subterradas no solo em Kvalsund, em Finnmark, a região mais setentrional da Europa, no interior do Círculo Polar Ártico.

Catástrofes naturais custam à economia mundial 650 mil milhões. EUA responsável por dois terços do valor

Segundo a consultora Morgan Stanley, os Estados Unidos suportam grande parte dos custos, totalizando 415 mil milhões de dólares, ou seja, 0,66% do PIB norte-americano.

Colapso da barragem em Brumadinho contaminou pelo menos 305km de rio

Pelo menos 305 quilómetros do rio Paraopeba, no sudeste do Brasil, foram contaminados após a rutura da barragem em Brumadinho que causou 166 mortos e 155 desaparecidos, segundo um relatório divulgado por uma organização não-governamental.
Comentários