Horizonte 2020: Portuguesa Vision Box recebe mais de 2 milhões de euros

A Comissão Europeia divulgou os últimos resultados do Instrumento PME do Programa de Investigação Horizonte 2020, que distribuiu 100 milhões de euros a mais 69 PME de 21 países, entre os quais Portugal.

Kacper Pempel/Reuters

Em Portugal, a empresa beneficiária é a Vision Box – Soluções de Visão por Computador, com sede em Carnaxide. O seu projeto (Smart-Trust) apresenta um vetor tecnológico para identificação móvel que aumenta drasticamente a fiabilidade e os níveis de confiança da verificação da identidade nas fronteiras europeias, aumentando deste modo a segurança dos Estados-Membros. Este é um exemplo do envolvimento das PME na investigação e no desenvolvimento no domínio da segurança.

Nesta fase do Instrumento PME, cada projeto pode receber até 2,5 milhões de euros (5 milhões para projetos no domínio da saúde) para financiar atividades de inovação como a demonstração, o ensaio, a fase-piloto, a fase de expansão e a miniaturização, para além de desenvolver um plano de negócios sólido.

Em pouco mais de dois anos, o Instrumento já financiou várias dezenas de PME portuguesas inovadoras com mais de 15 milhões de euros. E num futuro próximo, Carlos Moedas, Comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação, responsável por este instrumento financiado pelo Horizonte 2020, assegura que “estes resultados podem progredir”, deixando por isso um desafio para outras PME portuguesas “arriscarem e concorrerem a este Instrumento que oferece grandes oportunidades. Com o apoio do Horizonte 2020, a UE ajuda as PME inovadoras, fundamentais para a criação de novos postos de trabalho, mais investimentos e maior crescimento económico em Portugal”.

Desde o lançamento do programa a 1 de janeiro de 2014, foram selecionadas 710 PME para financiamento ao abrigo da Fase 2 do Instrumento PME, 9 das quais portuguesas. A próxima data-limite é 18 de outubro de 2017.

Recomendadas

Economia alemã recuou ligeiramente no 2.º trimestre, diz Bundesbank

No seu boletim mensal de julho, o Bundesbank disse que essa contração se deveu ao desaparecimento de alguns efeitos extraordinários que tinham impulsionado o crescimento durante o inverno.

BBVA revê em alta estimativa do crescimento da economia portuguesa para 1,7% este ano

Numa nota de research, o BBVA antecipa que a desaceleração do consumo este ano seja compensada por um aumento no investimento.

Quanto vai ser investido e quando está pronta: Conheça os planos da nova Expo na zona ocidental de Lisboa

Mais de três quartos do valor de investimento de 300 milhões de euros previsto para o ‘Ocean Campus’, projeto de reconversão da zona ribeirinha entre Pedrouços (Lisboa) e a Cruz Quebrada (Oeiras) será exclusivamente assegurado por privados, de acordo com o documento referente ao plano estratégico deste empreendimentos, a que o Jornal Económico teve acesso. Veja aqui todos os pormenores sobre aquela que é designada como a Nova Expo.
Comentários