Hotéis em Cabo Verde receberam mais de 170 mil hóspedes no terceiro trimestre

A ilha do Sal teve maior acolhimento, com 51,0% do total das entradas, seguida da ilha do Boa Vista, com 30,6%.

Os estabelecimentos hoteleiros em Cabo Verde receberam no 3º trimestre deste ano, um total de 170 mil hóspedes, que originaram em mais de 1,1 milhões dormidas, representando aumentos de 4 e 6,8% face ao mesmo período do ano de 2017.

De acordo com os dados das movimentações de hospedes, divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Nacional (INE), os turistas ingleses foram os que permaneceram mais tempo em Cabo Verde, com uma estadia média de 9,3 noites.

A ilha do Sal foi a mais procurada pelos turistas, representando cerca de 55,1% das dormidas nos estabelecimentos hoteleiros.

Os dados mostram que os hotéis continuam a ser os estabelecimentos hoteleiros mais procurados, representando 89,3% do total das entradas, seguido das residenciais com cerca de 3,0%, os aldeamentos turísticos e as pensões com 2,9% e 2,6% respetivamente.

Relativamente às dormidas, adianta o INE que os hotéis representam 92,1%, os aldeamentos turísticos, 3,0% e as residenciais com 1,8%.

A ilha do Sal teve maior acolhimento, com 51,0% do total das entradas, seguida da ilha do Boa Vista, com 30,6% e Santiago com 9,3% e quanto às dormidas, a ilha do Sal registou 55,1%, Boa Vista registou 36,3%, e Santiago 3,9%.

Por país de residência habitual dos hóspedes, os residentes em Cabo Verde totalizaram 9,0% das entradas e 4,0% das dormidas, conforme adiantou o INE.

Ler mais
Recomendadas

Ministério Público de Cabo Verde investiga 80 casos de possíveis casamentos por conveniência

Óscar Tavares confirmou que há denúncias sobre cabo-verdianos que têm casado com cidadãos de nacionalidade europeia para obtenção de vistos, que, em outubro passado, recebeu 73 participações do Centro Comum de Visto para investigar.

Estudantes de língua portuguesa no exterior pedem apoio da CPLP

A Federação dos Estudantes de Língua Portuguesa no Exterior pediu o apoio da CPLP na criação das condições para que os estudantes da comunidade “estudem com qualidade nos seus países de origem”, nomeadamente no ensino básico.

Nove empresas entram no capital do transporte marítimo de Cabo Verde

Um grupo de nove armadores (Cabo Verde Fast Ferry, Polaris, Adriano Lima, Verdemar, Santa Luzia Salvamento Marítimo, Jô Santos & David, União de Transportes Marítimos, Oceanomade e Aliseu) assumiu 49% do capital social da Inter-ilhas, que tem como sócio maioritário a portuguesa Transinsular.
Comentários