IBM alarga rede de distribuição alimentar em Blockchain

A tecnologia blockchain da IBM ajuda na distribuição de alimentos. As lojas Carrefour usarão inicialmente a solução para “aumentar a confiança dos consumidores num conjunto de produtos da marca Carrefour”.

A IBM anunciou a expansão da solução IBM Food Trust, uma rede de abastecimento e distribuição alimentar global construída na sua plataforma de Blockchain e baseada na cloud, que oferece aos seus membros, entre retalhistas, produtores e fornecedores da indústria alimentar e de outras áreas, “dados de todo o ecossistema para permitir uma maior rastreabilidade, transparência e eficiência de toda a cadeia”.

Além do objetivo de tornar os alimentos mais seguros, a rede IBM Food Trust e as suas soluções de rastreamento “permitem ainda obter informações sobre a frescura dos produtos, reduzir o desperdício e tornar a cadeia de abastecimento mais colaborativa e transparente”.

O ecossistema de participantes da rede continua a crescer e a Carrefour anunciou que passará a utilizar a rede Blockchain da IBM Food Trust. As lojas Carrefour usarão inicialmente a solução para “aumentar a confiança dos consumidores num conjunto de produtos da marca Carrefour”.

“A moeda da confiança hoje é a transparência e alcançá-la na área da segurança alimentar acontece quando a responsabilidade é partilhada”, disse Bridget van Kralingen, senior vice president da IBM Global Industries, Clients, Platforms and Blockchain.

“Essa abordagem colaborativa por parte dos membros da IBM Food Trust é a prova de que o Blockchain pode fortalecer a transparência e impulsionar melhorias significativas na monitorização de alimentos. Em última análise, isso proporciona benefícios de negócio para quem faz parte desta rede, mas também melhores produtos e mais segurança para os consumidores”, sublinhou.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

José Avillez abriu no Dubai mas fechou três restaurantes em Lisboa

A Cantina Zé Avillez, um dos mais populares, junto ao Campo das Cebolas também encerrou as portas ao público. Abriu em 2018 e o objetivo era servir almoços rápidos para a população lisboeta.

Sardinha: Uma velha conhecida ainda chega a tempo dos Santos Populares

Desde meados de setembro de 2018 que os pescadores de Portugal e Espanha estão sem poder pescar sardinha, mas a interdição está quase a terminar. Os portugueses regressaram ao mar a partir de 3 de junho para apanharem um peixe emblemático, mas que tem perdido primazia no setor.

Delta Q entra na Polónia através de cadeia de supermercados da Jerónimo Martins

A marca de café em cápsulas do grupo Delta refere que vai, assim, passar a estar presente em 1.100 localidades na Polónia, através das 2.900 lojas da polaca Biedronka.
Comentários