Ilha do Sal entre os destinos que mais cresceram nas preferências dos portugueses em 2018

Os destinos que mais cresceram nas preferências dos portugueses no ano passado foram a ilha do Sal, em Cabo Verde, a cidade italiana de Florença e a ilha de Malta.

A ilha do Sal encontra-se no ‘Top 3’ de destinos que mais cresceram nas preferências dos portugueses em 2018. A informação avançada pelo “DN” cita dados da empresa de viagens eDreams, publicados na terceira edição do relatório “European Traveller Insights”.

Segundo a publicação, os destinos que mais cresceram nas preferências dos portugueses no ano passado foram a ilha do Sal, em Cabo Verde, a cidade italiana de Florença e a ilha de Malta.

O aumento da procura também foi significativo para os países do norte da Europa, como Finlândia e Suécia, para onde as reservas cresceram mais de 70%.

O relatório revela ainda quais são as tendências para 2019, com base nas reservas que já foram feitas no portal de viagens. Banguecoque, na Tailândia, é o destino que mais deverá crescer no novo ano, com um aumento da procura a rondar os 130%.

No top dos destinos que mais cresceram nas escolhas dos viajantes europeus seguem-se a Finlândia, Egito, Noruega e Tunísia. Estes devem, aliás, continuar no topo das preferências dos europeus em 2019, juntamente com destinos como as Filipinas e a Namíbia, para onde as reservas para 2019, feitas em 2018, aumentaram cerca de 40%.

O destino Sal está também a ser promovido, pela TAP e Solférias para as férias da Páscoa. A partir de 703 euros e com reserva até 31 de janeiro deste ano, é possível passar a “uma Páscoa diferente, com sol e mar azul”, refere o slogan. A promoção é válida para 27 de abril a 5 de maio.

Porém, a TAP e Solférias chamam a atenção dos viajantes pela entrada em vigor, desde 1 de janeiro, da Taxa de Segurança Aeroportuário (TSA) e avisam que é também obrigatório o preenchimento dos dados de passaporte dos passageiros para todas as reservas online até cinco dias úteis (quinto dia não incluído) antes da partida.

Ler mais
Recomendadas

União Europeia financia segurança documental em Cabo Verde e Guiné-Bissau

O acordo facilita registos civis, emissão de documentos de viagem, passaportes e documentos de identificação entre os cidadãos dos dois países.

Acordo de modalidade da CPLP só será finalizado em novembro

“A comissão técnica deve apresentar o texto final aos ministros dos Negócios Estrangeiros, na sessão extraordinária do Conselho de Ministros da CPLP, previsto para janeiro de 2020, em Cabo Verde”, disse Luís Filipe Tavares.

Centro de Língua Portuguesa Camões inaugurado amanhã em Mindelo

O centro de língua portuguesa localizado em Cabo Verde integra uma rede de mais de 70, presentes em 43 países, e é financiado pelo Instituto Camões.
Comentários