Indicadores de confiança IFO na Alemanha agravam queda

O IFO diz que a economia alemã caminha para o marasmo.

Alemanha

A confiança dos empresários alemães continua em queda. O Ifo Business Climate Index caiu de 97,9 pontos em maio para 97,4 pontos em junho. Este é o nível mais baixo desde novembro de 2014.

Este é o indicador que mede o sentimento empresarial alemão IFO desceu dos 97,9 para os 97,4, o nível mais baixo desde 2014. As empresas estão cada vez mais pessimistas com relação aos próximos meses.

Também o indicador que mede as expectativas para os próximos 6 meses se degradou ao passar dos 95,2 para os 94,2 em junho.

O IFO diz que a economia alemã caminha para o marasmo.

Na industria, o índice do clima de negócios caiu mais uma vez. Embora o indicador da situação atual ainda esteja acima da sua média de longo prazo, está em queda há mais de um ano. Quanto às expectativas de negócios, o raio de luz do mês passado desapareceu. O pessimismo das empresas industriais cresceu, principalmente devido ao encolhimento das encomendas.

Nos serviços, o clima de negócios piorou, impulsionado por expectativas claramente menos otimistas. Paradoxalmente os fornecedores de serviços mostraram-se mais otimistas na sua avaliação da situação atual.

No comércio, o índice subiu. As empresas estavam mais satisfeitas com a situação atual, e também estavam mais confiantes no que esperar para os próximos meses.

Para os grossistas a melhoria foi mais forte no índice de expectativas; para os retalhistas, foi o indicador da atual situação dos negócios que subiu mais.

Na construção, o índice de clima de negócios caiu, mas permanece num nível alto.

A avaliação das empresas sobre sua situação atual piorou e as suas expectativas de negócios para os próximos seis meses também caíram.

Ler mais
Recomendadas

Bruxelas abre investigação à Amazon por alegado uso de dados pessoais de vendedores

A Comissão Europeia abriu hoje uma investigação à gigante norte-americana de comércio eletrónico Amazon para determinar se a companhia usou informações pessoais “confidenciais” de vendedores independentes, quebrando as regras comunitárias na área da concorrência. A Comissão Europeia abriu uma investigação formal para avaliar se o uso de dados confidenciais pela Amazon de vendedores independentes que […]

Produção no setor da construção cresce em maio na zona euro

Hungria e Roménia lideram as maiores subidas em termos homólogos. Em Portugal, a produção no setor da construção aumentou 3,7% na variação homóloga.

Preços na produção industrial diminuíram 0,2% no segundo trimestre

No segundo trimestre de 2019, a taxa de variação homóloga deste índice situou-se em 0,9%, com uma variação de 1,1% no primeiro trimestre.
Comentários