INEM multado por velocidade excessiva a caminho de um acidente

O Sindicato dos Técnicos de Emergência Médica afirma que os casos são frequentes, revela o “Jornal de Notícias”.

António Barreto, técnico do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), foi multado em 300 euros por velocidade excessiva quando se dirigia para um socorro urgente. O Sindicato dos Técnicos de Emergência Médica afirma que os casos são frequentes, revela a edição desta quinta-feira, 13 de junho, do “Jornal de Notícias”.

O técnico do INEM recebeu uma coima no valor de 300 euros, apreensão da carta durante dois a 24 meses e retirada de três pontos, após andar a 139 quilómetros por hora numa mota de emergência, no ano passado, no Algarve.

“A situação é revoltante e ridícula. Se vamos salvar vidas, não estamos preocupados com radares”, disse ao JN António Barreto. Pedro Moreira, presidente do Sindicato dos Técnicos de Emergência Médica, afirma ao mesmo diário que as reclamações neste sentido “são diárias e acontecem de norte a sul”.