INL abre candidaturas para apoiar empresas de biotecnologia do Norte e Galiza

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia é a entidade promotora deste projeto que pretende aumentar a competitividade e a inovação das empresas dos dois lados da fronteira.

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) tem a decorrer até ao dia 18 de janeiro as candidaturas ao programa CT-BIO, que pretende apoiar as pequenas e médias empresas da área da biotecnologia do norte de Portugal e da Galiza. No total, o projeto tem um orçamento de 1,8 milhões de euros para ajudar a criar um cluster biotecnológico.

O CT-BIO é um programa transfronteiriço que conta com seis parceiros: o INL; a Universidade do Minho; a Associação Portuguesa de BioIndústrias; o Cluster Tecnológico Empresarial de las Ciencias de la Vida (BIOGA); Consórcio da Zona Franca de Vigo e a Universidade de Santiago de Compostela.

O INL é a entidade promotora deste projeto que pretende aumentar a competitividade e a inovação das empresas dos dois lados da fronteira.

Este programa vai permitir às PME seleccionadas beneficiarem dos diversos apoios previstos no programa e que incluem a participação num programa de aceleração, acesso a ‘coaching’ na área da biotecnologia, apoio no acesso a financiamento (nomeadamente, através da realização de reuniões com potenciais investidores); acesso a programas de incubação relevantes nos dois lados da fronteira, entre outros apoios.

Podem candidatar-se a este as pequenas e médias empresas que estejam localizadas no norte de Portugal e da Galiza, sendo que os projectos apresentados deverão também ser desenvolvidos e implementados nestas regiões. Além disso, os projetos deverão estar relacionados com a área de biotecnologia e as empresas devem fornecer informação o mais detalhada possível de forma a mostrar os benefícios que poderão obter com as ações previstas no programa CT-BIO.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

BPI vence Prémio Cinco Estrelas na categoria de Banca Digital

O BPI é líder na penetração do homebanking, com quase metade dos seus clientes particulares a serem utilizadores deste canal. O mesmo acontece no caso dos clientes empresariais, em que 84,5% usam os canais digitais do Banco. Isto segundo o estudo BASEF Banca relativo ao período de fevereiro a agosto de 2018.

Fever vai investir cinco milhões em co-organização de eventos em Portugal

A ronda de financiamento contou também com a participação dos já investidores Accel Partners e 14W Ventures, além da Portugal Ventures e da Caixa Capital.

BCP é a Escolha do Consumidor 2019 na categoria Grandes Bancos

O Banco registou o maior grau de satisfação dos inquiridos face à concorrência, com 7,33 (de 1 a 10), terminando com um índice de satisfação de 71,69% entre os dois mil consumidores consultados.
Comentários