INL abre candidaturas para apoiar empresas de biotecnologia do Norte e Galiza

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia é a entidade promotora deste projeto que pretende aumentar a competitividade e a inovação das empresas dos dois lados da fronteira.

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) tem a decorrer até ao dia 18 de janeiro as candidaturas ao programa CT-BIO, que pretende apoiar as pequenas e médias empresas da área da biotecnologia do norte de Portugal e da Galiza. No total, o projeto tem um orçamento de 1,8 milhões de euros para ajudar a criar um cluster biotecnológico.

O CT-BIO é um programa transfronteiriço que conta com seis parceiros: o INL; a Universidade do Minho; a Associação Portuguesa de BioIndústrias; o Cluster Tecnológico Empresarial de las Ciencias de la Vida (BIOGA); Consórcio da Zona Franca de Vigo e a Universidade de Santiago de Compostela.

O INL é a entidade promotora deste projeto que pretende aumentar a competitividade e a inovação das empresas dos dois lados da fronteira.

Este programa vai permitir às PME seleccionadas beneficiarem dos diversos apoios previstos no programa e que incluem a participação num programa de aceleração, acesso a ‘coaching’ na área da biotecnologia, apoio no acesso a financiamento (nomeadamente, através da realização de reuniões com potenciais investidores); acesso a programas de incubação relevantes nos dois lados da fronteira, entre outros apoios.

Podem candidatar-se a este as pequenas e médias empresas que estejam localizadas no norte de Portugal e da Galiza, sendo que os projectos apresentados deverão também ser desenvolvidos e implementados nestas regiões. Além disso, os projetos deverão estar relacionados com a área de biotecnologia e as empresas devem fornecer informação o mais detalhada possível de forma a mostrar os benefícios que poderão obter com as ações previstas no programa CT-BIO.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Sindicatos chegam a acordo com Transtejo e Soflusa e equacionam levantar greve

Os sindicatos dos trabalhadores da Transtejo e Soflusa aceitaram esta segunda-feira um aumento de 28 euros para todas as categorias.

Reformados do BCP exigem aumentos das pensões

A moção com esta exigência foi aprovada em reunião em 18 de julho, referindo essa moção que estes reformados que, ao contrário dos outros pensionistas bancários, não vêem as pensões atualizadas desde 2010.

EuroBic também anuncia Verão sem gravata

Mais um banco a aderir à moda de deixar de obrigar ao uso da gravata. Desta vez é o EuroBic, depois do Montepio e do BCP. Lá fora a moda parece ter vindo para ficar.
Comentários