PremiumInside quer levar Portugal para um patamar de “qualidade e alternativa diferenciadora”

Marcarão presença nesta conferência internacional um conjunto diverso de reconhecidos ‘players’ nacionais e internacionais, dos setores relevantes na evolução e crescimento do setor do turismo em Portugal, e particularmente na cidade de Lisboa.

Com o objetivo de aprofundar o universo das “Marcas Globais, destinos turísticos e mercado imobiliário… Como tirar o melhor partido desta relação?”, a Essentia promove uma conferência internacional, no próximo dia 29, na Estufa Real, em Lisboa.

Este evento, do qual o Jornal Económico é media partner, será palco da apresentação de uma publicação, a Inside®- Lisboa – Concept Hospitality, Tourism and Real Estate, fruto de uma parceria com a consultora PwC. Com uma periodicidade semestral, este trabalho pretende perceber como pode Portugal potenciar o atual fluxo de investimento e de reconhecimento internacional, procurando informar o setor sobre os mais relevantes aspetos da hotelaria conceptual. A hotelaria conceptual destaca-se pela singularidade, personalização dos serviços e sofisticação dos espaços, visando oferecer um produto mais distinto e profissionalizado, a um mercado tipicamente mais exigente e segmentado.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

“Garra Vimaranense” guia estratégia de captação de turismo

A estratégia apresentada pela Câmara Municipal de Guimarães concretiza-se através de três programas principais, 12 projetos e 48 subprojetos que envolverão toda a população vimaranense.

UTAO: Novo Banco atira défice para 0,8% do PIB no 1.º semestre

O valor estimado pela UTAO para o semestre fica aquém da meta do Governo para o conjunto do ano, de 0,2% do PIB, “sem, contudo, colocar em causa o seu cumprimento”, consideram os técnicos do parlamento.

BCP convoca assembleia de obrigacionistas para discutir fusão do BII

A assembleia geral de obrigacionistas realizar-se-à no dia 21 de outubro, pelas 9h00, no edifício 5 do Taguspark, onde se situam as instalações do banco. BCP garante que a fusão não terá impacto para os trabalhadores do BII e que a sua incorporação contabilística no banco liderado por Miguel Maya será considerada a partir do dia 1 de janeiro de 2019, se entretanto a operação for autorizada pelo Banco Central Europeu.
Comentários