IRS: Calcule aqui o seu salário líquido de 2020

Isenções para quem ganha até 659 euros por mês. Contribuintes solteiros, sem filhos, que ganhem até 685 euros brutos vão descontar menos 412 euros por ano. Veja aqui as simulações e calcule quanto vai receber.

Se ainda não sabe se está isento de retenção mensal do IRS no seu salário ou pensão, já pode pode calcular o valor do salário líquido através da plataforma do Doutor Finanças, o Simulador de Salário Líquido 2020.

Para fazer os cálculos corretamente, é apenas necessário saber o valor do salário base e como são pagos os subsídios de férias e de Natal (se por inteiro, se em duodécimos), bem como o subsídio de alimentação – se é através de cartão refeição, ou se é pago como remuneração. Por outro lado, o estado civil e o número de filhos ou os rendimentos extraordinários também têm impacto nos cálculos, pois estão relacionados com as tabelas de retenção na fonte agora publicadas em Diário da República.

O impacto das alterações do IRS no rendimento líquido mensal depende de cada caso. Os salários até aos 659 euros ficam isentos de qualquer desconto para o IRS (até agora apenas estavam isentos os rendimentos até 654 euros).

Simulações. Sabe quanto vai descontar de IRS em 2020? Quem ganha até 659 euros mensais fica isento

Algumas simulações

  • Uma pessoa solteira e sem filhos, com um rendimento bruto de 1.000 euros e pagamento dos subsídios de férias e Natal a 100%, com cartão refeição (7,63 euros) ganhava 940,86 euros líquidos. Neste caso, vai passar a receber 941,86 euros, ou seja, mais 1 euro por mês
  •  Uma pessoa, casada, com dois filhos e um rendimento bruto de 2.000 euros (subsídios pagos a 100%) e o subsídio de alimentação pago através de cartão (7,63 euros) recebia 1.541,86 euros. Com a atualização das tabelas passa a auferir mais dois euros para um total de 1.543,86 euros.
  • Uma pessoa casada, com um filho e um rendimento bruto de 1.000 euros e o pagamento dos subsídios de férias e Natal em 50% em duodécimos auferia um salário líquido de 1.001,95 euros. Isto se o subsídio de alimentação for pago em cartão e for o limite máximo diário para isenção de TSU e IRS (7,63 euros). Com as novas tabelas passa a ganhar mais um euro por mês.
Ler mais
Recomendadas

Usucapião: como apropriar-se legalmente de um bem que não é seu?

Sabia que legalmente é possível apropriar-se de um bem que não é seu se o possuir durante um longo período de tempo e de forma continuada? Descubra como adquirir este direito.

Pensão de alimentos: o que acontece quando o progenitor não cumpre?

Em caso de divórcio, a Lei portuguesa obriga a que o progenitor a quem não é concedida a guarda do filho menor pague uma pensão de alimentos. Mas o que acontece quando este não cumpre a sua obrigação? Saiba tudo neste artigo.

Mitos sobre o consumo

Regule o termóstato para 20ºC no inverno. Cada grau adicional reflete-se na fatura. Pondere a compra de um termóstato portátil e programe a caldeira para aquecer apenas as divisões com pessoas.
Comentários