Isaías Barreto nomeado para presidente da Agência Reguladora Multissectorial da Economia

O comissário da CEDEAO esteve reunido com o vice-primeiro-ministro, Olavo Correias, tendo aceitado o convite, apurou o Económico Cabo Verde. A ARME é a nova agência criada pelo governo para assumir as funções da Agência Nacional para as Comunicações e a Agência de Regulação Económica.

O comissário da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Isaías Barreto da Rosa, foi escolhido pelo governo de Cabo Verde para presidência do Conselho de Administração da Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME).

Contactado pelo Económico Cabo Verde, Isaías Barreto diz que “não confirma e nem desmente” a informação, mas fontes do jornal garantem que o indigitado esteve reunido esta terça-feira como o vice-primeiro-ministro, Olavo Correias, tendo aceitado o convite.

A ARME é a nova agência criada pelo governo para assumir as funções da Agência Nacional para as Comunicações (ANAC) e a Agência de Regulação Económica (ARE). O decreto lei que cria a ARME e extingue a ARE e a ANAC foi aprovado em Conselho de Ministro, no passado mês de agosto.

A mesma fonte avança que para o lugar de administradores da ARME o governo repiscou o administrador da ANAC, o jurista João Gomes e ainda Almerindo Fonseca, antigo administrador do BCN, que trabalhou, até agora, em Angola como consultor.

Aquando do anúncio da criação da ARME, o governo explicou que o que se pretende com a  agência é “racionalizar as estruturas da administração pública, obter maior eficácia e eficiência na regulação, melhor aproveitamento das capacidades técnicas e sinergias”. A ARME vai abarcar os sectores das comunicações, correios, energias, combustíveis, água e transportes urbanos e interurbanos.

Isaías Barreto da Rosa é investigador pós-doutorado, desde 2012, pela Universidade de Tallinn (Estónia), licenciado em Ciência da Computação pela Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa (Portugal), mestre em Gestão em Desenvolvimento (pela Escola de Gestão Euro-Árabe, Granada, Espanha), diplomado em estudos avançados e doutor em Educação e Desenvolvimento Humano (Universidade de Santiago de Compostela, Espanha).

Desenvolveu software para o centro de informações de problemas de estudos na Universidade Católica Portuguesa e foi responsável pela gestão de toda a infra-estrutura da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, entre 2001 e 2006.

Durante o mandato como Comissário da CEDEAO, Isaías Barreto chegou a ser distinguido pela Nigeria Computer Society com o prémio Personalidade TIC do ano 2017 nesse país africano.

Ler mais
Recomendadas

Maioria parlamentar na Guiné-Bissau avisa que protesto é a “última exigência pacífica”

Os partidos da maioria parlamentar da Guiné-Bissau avisaram que a marcha hoje realizada é a última exigência pacífica para a nomeação do primeiro-ministro e formação do Governo, depois das legislativas de 10 de março.

Ministro das Finanças de Cabo Verde apela à livre circulação de pessoas na CPLP

Vice primeiro-ministro e ministro das finanças de Cabo Verde, Olavo Correia, defendeu a necessidade de reforçar a cooperação no plano cientifico, empresarial e económico na CPLP.

Primeiro-ministro de Cabo Verde anuncia que 53 mil alunos serão isentos de propinas

Ulisses Correia e Silva afirma que este investimento significa um “ganho significativo” no acesso à educação e no retorno do rendimento às famílias.
Comentários