“Isto não é radicalismo, é ser socialista”, diz Pedro Nuno Santos

O dirigente socialista Pedro Nuno Santos fez hoje a defesa da solução governativa do PS e considerou que defender o serviço público “não é radicalismo, é ser socialista”.

Ler mais

Num discurso aplaudido de pé pelos delegados ao 22.º congresso do partido na Batalha, distrito de Leiria, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares recusou também o debate “sobre rótulos que não interessam aos portugueses”, sobre se o partido é da “esquerda moderada e europeísta”.

Os portugueses, avisou, querem saber se “as nossas soluções resolvem os seus problemas” e o PS não pode deixar de continuar a falar para o povo que esteve na origem do partido.

Pessoas que, alertou, “trabalham mais de 40 horas por semana e “ganham mal, ganham pouco”.

Não é com o PSD e o CDS que os socialistas podem avançar com leis laborais para proteger os trabalhadores e não ficarem “à mercê da discricionariedade do seu empregador”.

Tal como faz na sua moção de estratégia setorial, Pedro Nuno Santos fez a defesa do Estado como um instrumento de desenvolvimento e alertou que “não é com o PSD ou CDS” que se vai “proteger o sistema público” de pensões, de educação ou saúde.

“Isto não é populismo, isto não é radicalismo, isto é ser socialista”, concluiu.

Recomendadas

Pedro Marques não se compromete com alterações às SCUT urbanas

O Governo está a preparar um plano para a próxima década, com o qual pretende aumentar a mobilidade e promover os transportes públicos. Qualquer alteração terá de fazer parte desse plano.

Trabalhistas a favor de um segundo referendo do Brexit

O líder do partido trabalhista, Jeremy Corbyn, garante que se a conferência anual do partido decidir apoiar um novo referendo ao Brexit, ele irá defendê-lo.

Manuel Pinho poderá ter usado perdão fiscal para limpar ‘luvas’ do BES

O Ministério Público, que se encontra a investigar o caso EDP, pretende ter os documentos no caso GES sobre a adesão do ex-ministro da Economia ao Regime Excecional de Regularização Tributária.
Comentários