Já conhece? Estas são as novas notas de 100 e 200 (mas ainda não entraram em circulação)

O Banco Central Europeu (BCE) apresentou hoje as novas notas de 100 e 200 euros da série Europa que entram em circulação em 28 de maio de 2019.

Reuters

O Banco Central Europeu (BCE) apresentou hoje as novas notas de 100 e 200 euros da série Europa que entram em circulação em 28 de maio de 2019.

“As novas notas de 100 e 200 euros têm dimensões diferentes das notas de 100 e 200 da primeira série. A largura destas duas denominações é igual à da nota de 50 euros. O comprimento permanece, contudo, inalterado – quanto maior é o comprimento, mais elevado o valor da nota”, refere um comunicado divulgado pelo Banco de Portugal.

De acordo com a mesma descrição, as novas notas podem “ser tratadas e processadas com mais facilidade pelas máquinas e cabem melhor nas carteiras de quem as utiliza e têm maior durabilidade, visto que estarão sujeitas a menor desgaste e deterioração”.

Relacionadas

Novas notas de 100 e 200 euros começam a circular em maio

Como o BCE decidiu deixar de fazer notas de 500 euros a partir de finais deste ano e já não as inclui na série Europa, as novas notas de 100 e 200 euros são as últimas desta série.
Recomendadas

Recessão de 2% este ano e recuperação em 2019: as previsões da CapitalEconomics para Angola

“A recuperação será mais fraca do que a maioria doa analistas espera”, dizem os analistas, sublinhando que “os preços baixos do petróleo, por exemplo, vão deprimir o poder de compra e forçar o governo a apertar a política orçamental”.

Governo aprova linha de crédito para empresas afetadas pela tempestade Leslie

Regime excecional de contratação de empreitadas públicas aprovado em Conselho de Ministros prevê a possibilidade de contratação por ajuste direto, após consulta a três entidades, de empreitadas até cinco milhões de euros.

Conselho Europeu de Inovação premeia sete entidades em Portugal

Nesta primeira ronda de financiamento, o FET Open recebeu 375 propostas e atribuiu financiamento a 236 beneficiários de 23 países europeus.
Comentários