JE chega ao Spotify. Subscreva a playlist e ouça as notícias do Jornal Económico em qualquer lado

Sob o lema “Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui todas as notícias que marcam o dia informativo”, esta será a primeira playlist do JE na plataforma Spotify, mas outras serão dinamizadas em breve.

A partir desta segunda-feira, dia 8 de março, as notícias do Jornal Económico poderão ser ouvidas na plataforma Spotify através do canal “JE Notícias”, naquele que é mais um passo do JE para diversificar a difusão dos seus produtos editoriais e um reforço claro na vertente multimédia.

O jornalista Nuno Braga, que recentemente integrou os quadros do Jornal Económico, será a voz das notícias que lhe vão chegar diariamente através desta plataforma.

Sob o lema “Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui todas as notícias que marcam o dia informativo”, esta será a primeira playlist do JE na plataforma Spotify, mas outras serão dinamizadas em breve.

Na playlist “JE Fast Talk”, será possível ouvir entrevistas rápidas com os protagonistas do dia e na playlist “JE Podcasts” poderá ouvir programas que já são referência na JE TV, mas em formato áudio: “Falar Direito”, “Mercados em Ação”, “A Arte da Guerra”, “Pensamento Crítico”, “Primeira Pessoa”, “Economize” e “Jogo Económico”.

Recomendadas

Diminuição de receitas no futebol português reduziu contribuição para o PIB na época passada para 494 milhões (com áudio)

Em comparação com a temporada de 2018/19, e de acordo com o anuário da Liga, a época passada trouxe uma quebra de 55 milhões de euros na contribuição do PIB, com a seguinte distribuição pelas três Ligas consideradas: Liga NOS (480 milhões); Liga Pro (9 milhões) e Liga Portugal (5 milhões).

BCE mantém política monetária inalterada (com áudio)

As taxas de juro mantiveram-se inalteradas, bem como a dotação do pandemic emergency purchase programme (PEPP).

Moody’s prevê recuo do défice acumulado da dívida tarifária de eletricidade em 2021 (com áudio)

A Moody’s Investors Service afirmou esta quinta-feira que o défice acumulado da dívida tarifária de eletricidade de Portugal em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) deverá cair para 1,4% em 2021, contra 1,5% em 2020.
Comentários