JE lança “Educação Internacional”

Nova publicação, distribuída como suplemento do Jornal Económico, vai dar a conhecer as últimas tendências no ensino bilingue, desde os colégios às universidades. “Educação Internacional” é dirigida a quem pretende proporcionar uma educação bilingue aos seus filhos ou simplesmente reforçar a sua própria formação.

Esta sexta-feira não perca o primeiro número de “Educação Internacional”, uma publicação mensal, escrita em português e inglês, sobre o mercado da formação bilingue, que será distribuída como suplemento do Jornal Económico.

Com a jornalista Almerinda Romeira como diretora executiva, esta nova publicação do universo Jornal Económico é dirigida a todos aqueles que pretendem dar uma educação bilingue aos seus filhos ou que pretendam reforçar a sua própria formação com cursos superiores lecionados em inglês e direcionados para a economia global.

Com entrevistas, reportagens e notícias exclusivas, a publicação “Educação Internacional” dará a conhecer as últimas tendências nas áreas da educação e formação bilingue, desde os colégios bilingues aos cursos superiores leccionados em inglês. Não perca, com o seu Jornal Económico.

Recomendadas

Governo avança com lei que permite aos bancos contabilizar como custo fiscal as novas imparidades

“A presente alteração visa sanar a divergência entre os sistemas contabilísticos e fiscais no que respeita ao tratamento de perdas por imparidades associadas a operações de crédito. Prevêem-se ainda regras disciplinadoras para as perdas por imparidade registadas nos períodos de tributação com início anterior a 1 de janeiro de 2019, e ainda não aceites fiscalmente”, diz o último comunicado do Conselho de Ministros

BPI vence Prémio Cinco Estrelas na categoria de Banca Digital

O BPI é líder na penetração do homebanking, com quase metade dos seus clientes particulares a serem utilizadores deste canal. O mesmo acontece no caso dos clientes empresariais, em que 84,5% usam os canais digitais do Banco. Isto segundo o estudo BASEF Banca relativo ao período de fevereiro a agosto de 2018.

Fever vai investir cinco milhões em co-organização de eventos em Portugal

A ronda de financiamento contou também com a participação dos já investidores Accel Partners e 14W Ventures, além da Portugal Ventures e da Caixa Capital.
Comentários