‘Jogo Económico’ em replay: Quanto vale uma modalidade campeã mundial?

Na última edição do Jogo Económico, olhámos para a face económica do hóquei em patins, quanto vale o nosso campeonato e o que faz com que tantos craques internacionais escolham Portugal como destino de carreira. Luís Sénica, presidente da Federação de Patinagem de Portugal, foi o convidado deste programa.

Portugal sagrou-se em julho campeão mundial de hóquei em patins, 16 anos depois da última conquista, ao vencer a Argentina, por 2-1, no desempate por grandes penalidades, na Catalunha.

A formação das ‘quinas’ conquistou o 16.º título mundial, menos um do que a recordista Espanha, reconquistando um título que lhe fugia desde 2003, em Oliveira de Azeméis.

Fora de Portugal, a ‘equipa das quinas’ não vencia um título desde 1993, sendo que, em Espanha, apenas se tinha sagrado mundial uma vez, em 1960.

No Jogo Económico desta semana, olhámos para a face económica do hóquei em patins, quanto vale o nosso campeonato e o que faz com que tantos craques internacionais escolham Portugal como destino de carreira.

Luís Sénica, antigo selecionador nacional de hóquei em patins e presidente da Federação de Patinagem de Portugal, foi o convidado desta edição.

Recomendadas

Ações do Benfica disparam mais de 70% após anúncio de OPA

As ações do emblema da Luz dispararam poucas horas depois da Sport Lisboa e Benfica SGPS ter lançado uma oferta pública e parcial de ações da SAD do clube, com uma contrapartida de 5 euros por ação para adquirir 28,06% que não detém.

Governo e Liga de futebol vão reunir para discutir descida do IVA

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto disse hoje que vai reunir na terça-feira com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) para discutir uma possível redução do IVA para espetáculos desportivos.

SAD do FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

A SAD do FC Porto encaixou nesta segunda-feira 30 milhões de euros com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 milhões em janeiro.
Comentários