Jogos Africanos de Praia fazem de Cabo Verde destino desportivo

“Esta aposta vale a pena porque está dentro da estratégia de tornar Cabo Verde num país relevante no mundo de organizações de eventos desportivos”, disse o ministro do Desporto cabo-verdiano.

Inforpress

Os Jogos Africanos de Praia – Sal 2019 estão a servir para apresentar a marca Cabo Verde como destino dos desportos praia. Quem o que diz é o ministro do Desporto cabo-verdiano, Fernando Elísio Freire, à margem das competições que decorrem na ilha do Sal.

“Esta aposta vale a pena porque está dentro da estratégia de tornar Cabo Verde num país relevante no mundo de organizações de eventos desportivos, principalmente de praia porque é ali que está a nossa capacidade”, afirmou Fernando Elísio Freire aos meios de comunicação social.

A seu ver, Cabo Verde terá de tirar benefícios das condições naturais, “com as boas e belas praias que tem”, da localização geográficas e da sua estabilidade politica. “O país está a trabalhar para criar uma indústria de entretenimento em que o desporto de praia pode comandar”, acrescentou o governante, em declarações aos jornalistas.

Para estes primeiros jogos africanos, que contaram com a presença de 42 países para disputar o pódio em 11 modalidades, o ministro do Desporto de Cabo Verde adianta que governo e o setor privado nacional entraram com cerca um milhão e 400 mil euros.

“Fizemos um esforço grande cumprimos integralmente com a nossa parte”, avança Fernando Elísio Freire. Só com os jogos, o governo gastou, entre 2018 e 2019, perto de um milhão de dólares (cerca de 100 mil contos cabo-verdianos). “Mais o financiamento da abertura dos jogos e do palco, que não era da nossa responsabilidade, que acabamos por assumir e ainda mais 7 mil contos para a preparação de todas as modalidades”, sublinhou o ministro.

O porta-voz do executivo local refere ainda que há outros eventos desportivos internacionais ligados ao mar a serem preparados. “Em 2020 Cabo Verde receberá mais uma etapa do kitesurf de Santiago, Santo Antão e Fogo, e estamos a trabalhar para trazer uma regata internacional para a ilha de São Vicente, indo ao encontro da ideia de especializar as ilhas em eventos específicos e fornecer ao mundo um evento comemorativo”, disse Fernando Elísio Freire.

Os primeiros jogos africanos de praia começaram na passada sexta-feira, dia 14 de junho e terminam no próximo domingo (23). Até ao momento, o ranking das medalhas é dominado por Marrocos com 8 ouros, 1 prata e 3 bronzes, seguido da Argélia, com 5 ouros, 4 pratas e 3 bronzes e da Tunísia com 3 ouros, 1 prata e 1 bronze. A primeira edição desta competição tem a cobertura oficial do Olympic Channel, no recinto que será montado na Praia de Santa Maria.

Ler mais
Recomendadas

Associações açorianas vão celebrar protocolo “pioneiro” de cooperação com Cabo Verde

O acordo “Semear, colher e vender” tem um prazo de execução de dois anos e está orçamentado em 213 mil euros, valor financiado pelo programa PRORURAL+ e pelo Governo Regional dos Açores.

Autópsia conclui que ministro adjunto cabo-verdiano morreu de enfarte

O governo de Cabo Verde informou esta terça-feira que as cerimónias fúnebres de Júlio Herbert decorrerão na quinta-feira.

Empresários e contabilistas destacam oportunidade da Grande Baía para Macau e Portugal

Maria da Assunção Abdula, presidente da Federação das Mulheres Empresárias e Empreendedoras da CPLP, apelou à união entre empresários dos países de língua portuguesa. Maria Carolina Lousinha, da Aicep, diz que a agência está disponível para ajudar na internacionalização para Macau.
Comentários