José Sócrates pode ver anulado mestrado da Sorbonne

O diretor da Sorbone, Jérôme Guilbert, admitiu a hipótese de anulação por fraude, por considerar que a acusação no âmbito da Operação Marquês o justificaria.

O antigo primeiro-ministro José Sócrates pode ver o diploma de mestrado, emitido pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po) anulado, noticia o jornal “Expresso” na edição impressa deste sábado.

O diretor da Sorbonne, Jérôme Guilbert, admitiu ao semanário a hipótese de anulação por fraude, por considerar que a acusação no âmbito da Operação Marquês o justificaria.

Do processo Operação Marquês constam e-mails trocados entre José Sócrates e Domingos Farinha, professor da Faculdade de Direito de Lisboa, quando a tese do antigo primeiro-ministro estava a ser escrita. Segundo o Ministério Público, Domingos Farinha terá recebido 40 mil euros pela colaboração com José Sócrates através de uma empresa de Rui Mão de Ferro, sócio de Carlos Santos Silva.

Ao Expresso, José Sócrates reiterou que Domingos Farinha apenas o auxiliou em tarefas de revisão de tese e alguns ângulos de análise e que até ao momento não teria sido contactado pela universidade francesa.

Relacionadas

Amigo de Sócrates tentou gastar parte dos milhões congelados pela justiça

A defesa de Carlos Santos Silva pediu a “derrogação parcial da medida de apreensão do saldo bancário da conta BPI para o pagamento adicional de IRS”.

Da detenção de Sócrates à escolha de Ivo Rosa: saiba o que marcou a Operação Marquês

Da detenção de Sócrates em 2014 ao sorteio do juiz Ivo Rosa para a instrução do processo, recorde os factos mais importantes da investigação que hoje chega a uma fase decisiva.
Recomendadas

“Não existem poções mágicas para aproximar os cidadãos da política”

“Acreditamos, por isso, que estamos a fazer serviço público e que os deputados e deputadas muito apreciarão. Tornar o trabalho dos parlamentares acessível a todos e de uma forma mais acessível parece-nos recolher muito entusiasmo”, assume um dos investigadores do projeto.

PCP apresenta programa eleitoral com “emergência salarial” e justiça fiscal em destaque

Entre as medidas que constam no programa eleitoral da CDU, que vai ser esta terça-feira apresentado, estão o aumento do salário mínimo nacional para os 850 euros e a redução do IVA, bem como um reforço no investimento público e a rutura com a política de direita de PS, PSD e CDS.

Parlamento Europeu escolhe entre Ursula von der Leyen e a crise política

Voto secreto e difícil conciliação das diversas famílias políticas aumentam suspense quanto ao veredicto do Parlamento Europeu. Chumbo da ainda ministra da Defesa da Alemanha daria um mês para os Estados-membros encontrarem uma nova solução.
Comentários