Jovens não acompanham tendência de queda do desemprego

Dados do INE mostram que apesar da diminuição na taxa, o desemprego jovem aumentou em maio. Enquanto a taxa de desemprego dos jovens foi 24,6%, a dos adultos foi de 8,3%.

Ler mais

A taxa de desemprego nacional voltou a cair em abril e maio, segundo os dados divulgados esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). No entanto, os jovens não seguem a tendência e registou-se mesmo um aumento do número de desempregados entre os 15 e os 24 anos no mês passado.

O desemprego de jovens terá ficado em 24,6% em maio, um valor bastante acima dos 9,4% da média nacional. Apesar de a taxa ser mais baixa que no mesmo mês do ano passado, quando estava em 28%, é a mais elevada desde janeiro.

“A taxa de desemprego dos jovens situou-se em 24,6% e aumentou 0,8% em relação ao mês precedente”, explica o INE em comunicado. Em comparação, “a taxa de desemprego dos adultos foi de 8,3% e diminuiu 0,1% em relação àquele mês”.

Nos primeiros quatro meses do ano, o desemprego de jovens esteve a descer, mas em abril voltou a aumentar. Em maio, a população jovem desempregada aumentou 1,4% ou 1,3 mil pessoas, face ao mês anterior. Quando à população empregada entre os 15 e os 24 anos, assistiu-se a um decréscimo mensal de 2,8% ou 7,8 mil pessoas. A taxa de emprego dos jovens foi de 25,%, menos 0,7% que em abril.

O desemprego jovem em Portugal tem sido uma preocupação do Governo e de Bruxelas. Na avaliação ao Programa de Estabilidade e ao Plano Nacional de Reformas, a Comissão Europeia avisou, em maio que problem em Portugal aumenta o risco de os jovens desempregados se desvincularem do mercado de trabalho.

Este distanciamento pode causar perdas graduais de qualificações e empregabilidade, o que pesa negativamente no crescimento potencial da economia, segundo a comissão. Bruxelas elogiou, no entanto, o programa Garantia Jovem, criado para reduzir o número de jovens que nem trabalham, nem estudam, os chamados NEET.

Fonte: Instituto Nacional de Estatística

Relacionadas

Desemprego em maio cai para 9,4%

O INE reviu também em baixa a taxa de desemprego de abril, que ficou em 9,5%, o valor mais baixo desde dezembro de 2008.

Três em cada quatro trabalhadores em 2025 serão millennials

“É fundamental que as empresas redefinam os seus negócios e direcionarem os seus produtos e estratégias para irem de encontro a esta nova geração”, diz o estudo “Tendências de Consumo: Geração Y- Millennials”.

Desemprego: afinal o que muda no subsídio?

Ler mais Quem recebe subsídio de desemprego há mais de seis meses com um valor inferior a 421,32 euros (valor do IAS – Indexante de Apoios Sociais) vai a partir desta sexta-feira receber a prestação social na sua conta bancária sem o corte de 10% ou parte dele. A norma travão que impossibilita que o […]
Recomendadas

Floresta diversificada resiste melhor a fogos e secas, revela estudo

Investigadores liderados pelo biólogo William Anderegg, da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, concluíram que uma floresta com uma grande variedade de árvores e de características diversas relacionadas com o fluxo da água sofre menos com os períodos de seca.

Superbrands: há uma marca portuguesa entre as 10 preferidas pelos consumidores

Dentro dos setores avaliados, aqueles mais relevantes são os de motores, eletrónica e moda de consumo, superfícies comerciais e desporto.

Prozis Tech Maia vai representar investimento superior a 15 milhões de euros

Já está em curso o processo de recrutamento para a entrada imediata de 300 colaboradores, sobretudo nas áreas da programação e dos sistemas informáticos.
Comentários