JPP reivindica mais incentivos para aumentar competitividade das empresas da Madeira

A redução do IRC dos 21% para os 19% e a diminuição do IVA dos 22% para os 21% são algumas das propostas apresentadas pelo JPP.

O JPP reivindicou mais incentivos no sentido de aumentar a competitividade das empresas da Madeira. O apelo foi feito depois do partido se ter reunido com a delegação regional da Ordem dos Economistas.

“O atual código fiscal de investimento não é atrativo para as empresas”, considerou Carlos Costa, deputado do JPP.

De acordo com as contas do JPP uma empresa da Madeira para ter acesso a benefícios fiscais precisa de investir à volta de 1,5 milhões de euros enquanto que no Porto Santo esse valor fica em 500 mil euros, montantes que no entender do partido são excessivos.

“Consideramos que, na realidade da Região, para as empresas poderem usufruir de benefícios fiscais no âmbito deste sistema fiscal, deveria ser elegível investimentos à volta dos 650/700 mil euros e no Porto Santo à volta de 90/100 mil euros”, defendeu.

Outra das propostas do JPP visa a baixa do IRC dos 21% para os 19% e ainda a redução do IVA dos 22% para os 21%.

O objectivo, referiu Carlos Costa, passa pelo incentivo do consumo e a dinamização comercial.

Ler mais
Recomendadas

Taxa do crédito habitação sobe na Madeira para os 1,004%

O montante em dívida desceu para os 58 mil 247 euros no crédito à habitação mas a prestação média e a amortização subiram na Madeira.

JPP entrega em tribunal intimação contra Município do Funchal sobre Frente Mar

O JPP espera por documentos relativos à empresa pública Frente Mar Funchal, que acredita só chegarem agora por ordem do Tribunal.

Governo da Madeira cria linha de crédito até cinco milhões de euros para escolas profissionais

A linha de crédito vai ser para adiantar os fundos comunitários do Fundo Social Europeu fazendo com que as escolas profissionais equilibrem a sua tesouraria.
Comentários