Leonardo Jardim abandona Mónaco

A rescisão do contrato foi oficializada esta quinta-feira. “Estou grato e orgulhoso por ter treinado o AS Monaco por mais de quatro anos. Sempre dei o melhor de mim mesmo e trabalhei com paixão”, diz o ex-técnico.

O Mónaco anunciou a saída do treinador português Leonardo Jardim do comando técnico do clube do Principado. A rescisão do contrato foi oficializada esta quinta-feira, através de uma publicação nas redes sociais intitulada “Obrigada, Mister”.

Esta semana a imprensa internacional avançou que o técnico estaria de saída do clube, após quatro épocas, e que o ex-jogador do Arsenal Thierry Henry estaria na corrida para substituí-lo.

No comunicado divulgado pela direção, o Mónaco salienta que, sob a liderança do ex-treinador do Sporting, o AS Monaco avançou para as quartas-de-final da Liga dos Campeões (2014-2015) e chegou à final do Coupe de la Ligue duas vezes (2017 e 2018).

https://twitter.com/AS_Monaco/status/1050348741016911872

“Quero cumprimentar com o mais profundo respeito Leonardo por todo o trabalho realizado. Leonardo estabeleceu-se na bancada do AS Monaco como referência na Europa e deixa um balanço muito positivo. A sua passagem permanecerá como uma das páginas mais bonitas da história do clube. Leonardo ainda fará parte da família AS Monaco” – Vadim Vasilyev, vice-presidente do Monaco

“Estou grato e orgulhoso por ter treinado o AS Monaco por mais de quatro anos. Sempre dei o melhor de mim mesmo e trabalhei com paixão. Nós tivemos grandes vitórias juntos e eu sempre guardarei essas memórias comigo”– Leonardo Jardim

Ler mais
Recomendadas

De João Cancelo a João Félix: Formação do Seixal já rendeu 315 milhões ao Benfica

Nos últimos quatro anos as transferências de jogadores como Bernardo Silva, Renato Sanches ou Gonçalo Guedes encheram aos cofres à SAD do clube da Luz. Veja quem e quais os valores que cada um destes dez jogadores deu a ganhar ao Benfica, numa lista divulgada pelo jornal “Record”.

Jogos Africanos de Praia fazem de Cabo Verde destino desportivo

“Esta aposta vale a pena porque está dentro da estratégia de tornar Cabo Verde num país relevante no mundo de organizações de eventos desportivos”, disse o ministro do Desporto cabo-verdiano.

Benfica: Academia do Seixal rende mais de 300 milhões de euros

Os dez principais negócios envolvem jogadores que jogaram no SL Benfica entre os 12 e 21 anos, durante pelo menos três temporadas. Caixa Futebol Campus foi inaugurada há 12 anos, mas só nos últimos quatro começou a dar rentabilização.
Comentários