Liga dos Campeões: ‘Dragões’ em Roma com 80 milhões de euros na mira

Campeões nacionais já arrecadaram 66,4 milhões de euros por terem chegado aos oitavos-de-final. Eliminação da AS Roma irá permitir encaixe de mais 10,5 milhões de euros.

epa07031196 SchalkeÕs Guido Burgstaller (C) in action against Porto’s Yacine Brahimi (R) during the UEFA Champions League Group D soccer match between Schalke 04 and FC Porto in Gelsenkirchen, Germany, 18 September 2018. EPA/FRIEDEMANN VOGEL

O Futebol Clube do Porto começa esta terça-feira à noite a jogar os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, e a tentar encaixar uma verba de 80 milhões de euros. Pela frente os ‘dragões’ vão ter os italianos da Roma, com a primeira mão a ser jogada em Itália.

A equipa portuguesa entrou na fase de grupos a receber 42, milhões de euros, pela posição no ranking europeu e devido à conquista do campeonato nacional.

Nos seis jogos da fase de grupos, os portistas venceram cinco jogos e empataram um, o que lhes permitiu encaixar mais 24 milhões, aos quais se juntaram mais 9,5 milhões pela passagem aos oitavos-de-final, recebendo os cofres do ‘dragão’ 66,4 milhões de euros até ao momento.

A eliminação da Roma irá permitir mais 10,5 milhões de encaixe que, a juntar a receitas de bilheteira e transmissões televisivas, poderá resultar num ‘bolo’ de 80 milhões de euros.

Recomendadas

PremiumFC Porto chega ao clássico na Luz ensombrado pelo adeus à Champions

Derrota com o Krasnodar atirou o conjunto portista para “uma situação financeira muito complicada”, a que se juntou uma nova derrota na Liga. ‘Dragões’ chegam ao clássico mais pressionados, mas Sérgio Conceição “não parece” ter o lugar em risco.

“Brexit vai ter um impacto importante no golfe em Portugal”

Está calculado o impacto do Brexit no golfe em Portugal? Carlos Cortês, diretor do Conselho Nacional da Indústria do Golfe, considera que está preocupado porque o Brexit vai ter impacto na valorização da libra.

“Jonas? Só ter rendido dois milhões de euros é estranho”

Na última edição do Jogo Económico, João Marcelino analisou o facto de Jonas apenas ter rendido cerca de 2 milhões de euros ao longo da sua carreira.
Comentários