Lisboa Games Week: a festa dos vídeojogos começa hoje

O maior evento nacional de videojogos está de volta e realiza mais uma edição na FIL, de 16 a 19 de Novembro 2017. A quarta edição do Lisboa Game Week ocorrerá em dois pavilhões da FIL e conta receber mais de 50 mil visitantes.

A quarta edição do Lisboa Games Week (LGW) terá lugar na FIL, em Lisboa, entre 16 e 19 de Novembro e será a maior das últimas quatro edições. O evento, que marca a agenda das novidades e dos lançamentos da indústria dos videojogos em Portugal, aumentou a sua área para dois pavilhões: o grande auditório e a área exterior.

O Lisboa Game Week ocorrerá na FIL e conta receber mais de 50 mil visitantes. O número crescente de adeptos do evento foi o principal impulsionador da expansão do espaço para um total de 20 mil metros quadrados. Desta forma, existirão mais locais para testar novos videojogos, mais atividades e mais experiências.

No Lisboa Game Week as experiências vão muito além dos videojogos. O evento terá também ações lúdicas e educativas orientadas para grupos escolares, festas de robôs onde a programação, a robótica, a electrónica e matemática tentam despertar o interesse dos mais jovens, corridas de drones em que qualquer um pode ser o piloto, concuros e desfiles de cosplayers e, ainda, a presença de alguns dos youtubers mais seguidos em Portugal.

No evento podem-se encontrar dois espaços temáticos, o espaço fantástico e o espaço família. O espaço família foi pensado para o divertimento em conjunto, seja de pais e filhos ou de professores e alunos, já no espaço fantástico encontram-se produtos artísticos customizados e objectos de colecção relacionados com os mais diversos videojogos.

O bilhete diário tem o valor de 10 euros por pessoa e as crianças até aos 6 anos têm entrada gratuita.

Recomendadas
APSEI esclarece sobre nova norma de segurança no trabalho
A segurança e saúde no local de trabalho são das principais preocupações das organizações e, no entanto, continuam a ocorrer diversos acidentes, que muitas vezes resultam em mortes.
Governo admite “problema” nas novas pensões
“Esses são a nossa prioridade e penso que, até ao final do ano, todos os casos de longa duração serão resolvidos”, explicou o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.
Associações contra a venda da Herdade da Comporta por razões ambientais
A Zero e a Transparência e Integridade descrevem cinco razões que obstam à venda da Herdade na Comporta. Entre vícios legais, decisões inexplicáveis e impactos ambientais, as duas associações apelam que os processos que se venham a desenvolver tenham o mínimo impacto ecológico possível.
Comentários