Llorente & Cuenca em 10º lugar do ranking M&A da Mergermarket para a Europa

A empresa ocupa o primeiro lugar na classificação em Espanha pelo valor das operações realizadas durante o ano de 2018. Em 2018 a Llorente & Cuenca assessorou a comunicação de 19 operações no valor de 53.170 milhões de dólares. Em Espanha, a empresa mantém a primeira posição, com operações no valor de 49.876 milhões de dólares.

Na classificação do ranking Mergermarket para a Europa, a Llorente & Cuenca ocupa a 10ª posição devido ao número de operações assessoradas em 2018 e a 14ª posição a nível global, sendo a primeira consultora espanhola a destacar-se em ambas as posições.

A empresa ocupa no entanto o primeiro lugar na classificação em Espanha pelo valor das operações realizadas durante o ano de 2018. “A Llorente & Cuenca, consultora de Gestão de Reputação, Comunicação e Assuntos Públicos, líder em Portugal, Espanha e na América Latina, lidera o ranking da agência de análise de dados Mergermarket em Espanha”, lê-se no comunicado.

A empresa é a primeira agência de comunicação em Espanha de fusões e aquisições (M&A) pelo valor das suas operações em 2018, “lugar que ocupa desde o primeiro semestre”. Em relação a 2017, a empresa registou uma subida da quinta para a primeira posição.

“Duas das agências da rede internacional AMO, onde pertence a Llorente & Cuenca, encontram-se entre as primeiras 10 do mundo, como a Abernathy McGregor Group (#7) e a Maitland (#8)”, diz a agência em comunicado.

Em 2018 a Llorente & Cuenca assessorou a comunicação de 19 operações no valor de 53.170 milhões de dólares. Em Espanha, a empresa mantém a primeira posição, com operações no valor de 49.876 milhões de dólares.

 

 

Ler mais
Recomendadas

PremiumRogério Alves: “Nota-se preconceito do Governo para com a segurança privada”

Antigo bastonário da Ordem dos Advogados é o convidado desta semana do “Falar Direito”, programa transmitido esta sexta-feira, às 11h00, nas redes sociais e site do Jornal Económico.

Portugueses pagariam 1.400 euros caso o Gmail ou o Google Maps passassem a ser pagos

A consultora Boston Consulting Group e a empresa de estudos de mercado Netsonda concluíram que o excedente do consumidor, gerado anualmente pela utilização gratuita de produtos Google, seja de 9 mil milhões de euros.

“Falar Direito”: Veja aqui em direto o programa desta semana

Rogério Alves, antigo bastonário da Ordem dos Advogados, é o convidado desta semana do “Falar Direito”, programa transmitido esta sexta-feira, às 11h00, nas redes sociais e site do Jornal Económico.
Comentários