Macedónia vai mudar de nome

“Temos uma solução histórica após mais de duas décadas e meia. O nosso acordo compreende a designação República da Macedónia do Norte para utilização universal”, disse Zaev, primeiro-ministro macedônio.

Ler mais

O primeiro-ministro macedónio, Zoran Zaev, anunciou que a designação da ex-república jugoslava, resultante de acordo estabelecido hoje entre a Macedónia e a Grécia, será República da Macedónia do Norte.

“Temos uma solução histórica após mais de duas décadas e meia. O nosso acordo compreende a designação República da Macedónia do Norte para utilização universal”, disse Zaev.

O acordo coloca um fim numa querela político-semântica de 27 anos e a nova designação deverá ser aprovada pelo parlamento macedónio e submetido depois a referendo.

Horas antes de divulgação da designação, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, anunciou que a Grécia e a Macedónia tinham chegado a acordo.

“Temos um acordo, um bom acordo que cobre todas as condições colocadas pela Grécia”, disse Tsipras à imprensa, após uma audiência com o Presidente da República, Pokopis Pavlopoulos.

O Estado vizinho vai ter “um nome composto”, com uma referência geográfica, disse, sem dar mais pormenores.

O nome, disse ainda, será usado dentro e fora do país, uma das exigências da Grécia que, explicou, exige uma alteração à Constituição da Macedónia.

Recomendadas

Trabalhistas a favor de um segundo referendo do Brexit

O líder do partido trabalhista, Jeremy Corbyn, garante que se a conferência anual do partido decidir apoiar um novo referendo ao Brexit, ele irá defendê-lo.

China rejeita diálogo sobre guerra comercial enquanto Trump mantiver ameaça de novas tarifas

Num documento publicado na agência de notícias estatal Xinhua, a China diz que as negociações precisariam de um “ambiente de respeito mútuo”. As mais recentes tarifas impostas por Trump às importações chinesas entraram em vigor esta segunda-feira.

Marcelo discursa esta segunda-feira em Nova Iorque na Cimeira de Paz inspirada em Mandela

Marcelo Rebelo de Sousa chegou no domingo a Nova Iorque, onde ficará até quarta-feira para participar e discursar na 73.ª sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).
Comentários