Madeira: Camas-balança são um material “inexistente nos nossos serviços hospitalares”

As I Jornadas da Nutrição da RAM tiveram lugar no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira e abordaram-se temas como a desnutrição associada à doença, a obesidade e as alergias e intolerâncias alimentares.

Amélia Teixeira, oradora nas I Jornadas da Nutrição da Região Autónoma da Madeira e profissional do SESARAM, deixou claro que a plataforma do serviço de nutrição do SESARAM tem funções que têm de ser melhoradas e outras que têm de ser incluídas. Além disso, fala ainda na necessidade de materiais como camas-balança, para medirem o peso de pessoas acamadas, um material “inexistente nos nossos serviços hospitalares”.

Estas jornadas tiveram lugar no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira e abordaram-se temas como a desnutrição associada à doença, a obesidade e as alergias e intolerâncias alimentares.

A mestre em Nutrição Clínica, Amélia Teixeira, referiu que um despacho de 2018 obriga os serviços hospitalares ao rastreio da desnutrição. Neste sentido, Teresa Esmeraldo, a coordenadora da Nutrição do SESARAM, explicou que é importante que um doente que é, por exemplo, admitido a uma cirurgia ortopédica, faça o rastreio, pois no caso de ser necessário um plano alimentar diferente do da generalidade dos doentes, pode permitir que a recuperação da cirurgia seja mais rápida.

O nutricionista Bruno Sousa e organizador das jornadas abordou o tema da obesidade como o sexto fator de risco para a mortalidade total. Para o nutricionista “a maior parte dos casos de obesidade tem a ver com o nosso estilo de vida”.

 

Recomendadas

O que ficou dos discursos do 25 de Abril na Madeira

A saúde é uma das áreas apontadas como deficiente pela oposição. José Manuel Rodrigues indica, sobre este assunto, os 40% de madeirenses que não têm médico de família e as 21 mil pessoas em lista de espera para uma cirurgia.

Motorista do autocarro que teve acidente no Caniço já saiu do hospital

Neste momento, no hospital apenas mantém-se a guia turística que seguia também no autocarro, depois de ter realizado uma segunda intervenção cirúrgica. O SESARAM informa que a guia está a “evoluir favoravelmente”.

Comissão de inquérito às listas de espera arranca com audição ao Iasaúde

A comissão de inquérito arranca com as audições na segunda-feira. Já estão confirmadas as de Pedro Ramos, secretário regional da Saúde, a António Correia de Campos, antigo ministro da Saúde, à direcção clínica e conselho de administração do SESARAM, e ao presidente da Ordem dos Médicos da Madeira.
Comentários