Madeira: Camas-balança são um material “inexistente nos nossos serviços hospitalares”

As I Jornadas da Nutrição da RAM tiveram lugar no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira e abordaram-se temas como a desnutrição associada à doença, a obesidade e as alergias e intolerâncias alimentares.

Amélia Teixeira, oradora nas I Jornadas da Nutrição da Região Autónoma da Madeira e profissional do SESARAM, deixou claro que a plataforma do serviço de nutrição do SESARAM tem funções que têm de ser melhoradas e outras que têm de ser incluídas. Além disso, fala ainda na necessidade de materiais como camas-balança, para medirem o peso de pessoas acamadas, um material “inexistente nos nossos serviços hospitalares”.

Estas jornadas tiveram lugar no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira e abordaram-se temas como a desnutrição associada à doença, a obesidade e as alergias e intolerâncias alimentares.

A mestre em Nutrição Clínica, Amélia Teixeira, referiu que um despacho de 2018 obriga os serviços hospitalares ao rastreio da desnutrição. Neste sentido, Teresa Esmeraldo, a coordenadora da Nutrição do SESARAM, explicou que é importante que um doente que é, por exemplo, admitido a uma cirurgia ortopédica, faça o rastreio, pois no caso de ser necessário um plano alimentar diferente do da generalidade dos doentes, pode permitir que a recuperação da cirurgia seja mais rápida.

O nutricionista Bruno Sousa e organizador das jornadas abordou o tema da obesidade como o sexto fator de risco para a mortalidade total. Para o nutricionista “a maior parte dos casos de obesidade tem a ver com o nosso estilo de vida”.

 

Recomendadas

PSD desafia Costa a utilizar remodelação para dar celeridade a dossiers relacionadas com a Madeira

A remodelação governativa no governo central deve ser utilizada pelo primeiro-ministro para fazer um ponto de situação sobre os assuntos pendentes com a Madeira em vez de adia-los ou usa-los como arma de arremesso política, diz o PSD Madeira.

PTP discorda de Projeto de Requalificação Urbana de São Vicente

Quintino Costa considera que a Madeira tem de apostar em lares de idosos, visto que diz ter uma população envelhecida, e não “em obras para o mar levar”.

SEF inspeciona 16 unidades hoteleiras na Madeira

As 16 unidades inspecionadas foram nos concelhos de Câmara de Lobos, Calheta e Machico.
Comentários