Madeira celebra Dia Internacional dos Museus com entradas gratuitas

O tema proposto para esta edição é ‘Museus Hiperconectados: Novas Abordagens, Novos Públicos.

DR
Ler mais

No Dia Internacional dos Museus, que se assinala esta sexta-feira, sob o tema ‘Museus Hiperconectados: Novas Abordagens, Novos Públicos’, a Casa Museu Frederico de Freitas, a Casa Colombo – Museu do Porto Santo, o Museu Etnográfico da Madeira, o Museu Quinta das Cruzes, e o MUDAS – Museu de Arte Contemporânea, Museu Henrique e Francisco Franco, e Museu Cidade do Açúcar, terão entradas gratuitas e ainda um vasto programa de actividades para assinalar esta data.

Este dia será aproveitado pelo Museu Quinta das Cruzes para lançar a página de Facebook.

No programa, está incluído também uma atividade educativa chamada ‘Desconstruindo o objeto’, a partir das 11h00, que vai “explorar da importância do objeto enquanto testemunho de uma sociedade, de um movimento artístico ou memória histórica”.

O Museu Quinta das Cruzes realiza ainda uma visita temática ‘Um objeto, múltiplas realidades’ numa iniciativa que quer mostrar “o reconhecimento da linguagem do objeto cultural no âmbito da exposição temporária ou permanente, em diálogo com outros objetos”.

No Museu de Arte Contemporânea da Madeira, realizar-se-á uma oficina criativa chamada ‘Levar a Linha a Passear’ que pretende “desafiar a explorar de forma criativa as potencialidades plásticas da linha através do desenho livre” e ainda um espectáculo de dança contemporânea dos alunos da Escola de Dança do Funchal.

Durante o dia vai ser possível ver a exposição ‘A Fábrica do Açúcar’, da autoria de Filipa Venâncio, no Museu de Arte Sacra do Funchal.

Este trabalho vai oferecer uma noção da história do açúcar na Madeira, que já foi muito valioso para a economia da ilha, ao ponto de ser chamado ouro branco, colocando a Região como uma referência mundial na produção deste produto.

No Museu de Arte Sacra, celebra-se o Dia Mundial dos Museus com um concerto de guitarra clássica do guitarrista húngaro Sándor Mester, realizado com o apoio da embaixada da Hungria em Lisboa, num repertório que inclui trabalhos de compositores húngaros e portugueses como Balint Bakfark, Bela Bartok, Carlos Seixas e Alain Oulman.

A Casa Museu Frederico Freitas vai promover visitas guiadas à Casa da Calçada e à Casa dos Azulejos através das iniciativas ‘Mil e Uma Coleções’ e ‘Brilhos e Harmonias’ que começam a partir das 11h00. Nesse dia decorre também pelas 18h00 uma conversa com Ana Camacho, diretora do museu, sob o tema ‘Conexões passadas’.

Um percurso entre a Casa Colombo e o Cais, com ‘Apontamentos da Nossa História, é a proposta do Museu do Porto Santo. O Museu Etnográfico, o Museu de História Natural, e o Museu Cidade do Açúcar têm visitas guiadas.

O Museu Henrique e Francisco Franco associa-se ao Dia Internacional dos Museus com as exposições ‘Paris Horizonte Fatal – Henrique e Francisco Franco e a Cidade Luminosa’ e ‘QUINTESSÊNCIA II’.

Já a 19 de maio, assinala-se a ‘Noite Europeia dos Museus’ onde estão também programadas várias atividades.

No Museu Quinta das Cruzes estão previstas visitas guiadas às coleções do museu, um concerto de Orquestrofone, a atuação do Grupo de Fados da Associação Académica da Universidade da Madeira, e uma visita ao museu com suporte tecnológico.

O Museu de Arte Contemporânea associa-se também à Noite Europeia dos Museus com um programa que inclui a oficina ‘Contarte’ e um concerto de guitarra clássica a cargo de Sándor Mester.

Nesta Noite Europeia dos Museus tanto o Museu Quinta das Cruzes como o Museu de Arte Contemporânea terão entradas gratuitas.

Recomendadas

Dívida da Madeira diminui 103 milhões de euros no segundo trimestre

No final do segundo trimestre a dívida regional estava fixada em 4.709 milhões de euros. A Madeira teve também uma queda no peso dos empréstimos dos 73,2% para os 71,6%.

Plano B para viagens aéreas é limitado e financia encapotadamente agências de viagens, diz BE

O plano do Governo Regional, refere o BE Madeira, “ignora a liberalização da linha aérea” com o Continente e “deixa desamparados” os estudantes quando as viagens forem superiores a 400 euros e quando se esgotam os voos.

Transacções de imóveis no valor mais elevado desde 2009 na Madeira

Em 2017 as transacções de imóveis chegaram aos 503,9 milhões de euros. o valor médio rondou os 103,5 mil euros.
Comentários