Madeira: CNE diz que ato eleitoral está dentro da normalidade apesar de queixas ligadas a propaganda

A Comissão Nacional de Eleições diz não ter conhecimento de boicotes a mesas de votos, e que na generalidade o processo eleitoral, na Madeira, decorre dentro da normalidade.

As urnas abriram às 08h00 da manhã na Madeira e até ao momento de acordo com a Comissão Nacional de Eleições (CNE) o processo eleitoral decorre na normalidade, sem boicotes a registar, com as respectivas sessões de votos a funcionarem bem, apesar de já ter recebido algumas queixas ligadas a propaganda.

Apesar do processo eleitoral estar na sua globalidade a decorrer normalmente a CNE alerta que tem recebido algumas queixas por parte de cidadãos ligadas à propaganda. Uma delas relativamente à remoção desse material no município do Funchal.

Existem também outras queixas de cidadãos que denunciam a existência de propaganda visível a partir das mesas voto.

A CNE diz ainda que existem queixas relacionadas com o presidente da Câmara de Câmara de Lobos a não estar a cumprir com o dever de imparcialidade, com relatos de cumprimentos a eleitores.

De referir que o Diário de Notícias da madeira avançou que a presença de Humberto Vasconcelos, secretário regional da Agricultura, junto da assembleia de voto na Vila de São Vicente, terá motivado a chamada de agentes da polícia, e que Paulino Ascensão, cabeça-de-lista do BE Madeira às eleições regionais, denunciou o transporte de eleitores em viaturas do Serviço Regional de Saúde (SESARAM).

De referir que mais de 257 mil eleitores podem votar nas eleições regionais da Madeira deste domingo.

Ler mais
Recomendadas

Fique a saber tudo o que precisa antes de decidir emigrar

Antes de partir, contacte a embaixada ou o consulado do país de destino para obter informação e os próprios vistos e as autorizações. Será mais fácil obtê-los se apresentar um contrato de trabalho já assinado ou uma proposta.

Valor médio anual das pensões na Madeira é de 4 mil 711 euros

Os concelhos que se situam acima deste valor médio são o Funchal, Machico, Santa Cruz e Porto santo, sendo que todos os restantes têm valores médios anuais inferiores.

Madeira: Ribeira Brava recebeu mais 20,5% de hóspedes em julho deste ano

O concelho de Santa Cruz registou a maior variação negativa, com menos 6,4% de hóspedes, sendo mesmo assim o segundo concelho a receber mais hóspedes, com 13 mil  553, apenas atrás do Funchal.
Comentários