Madeira: IMI é a maior fonte de receita de impostos das Câmaras Municipais

A receita angariada através do IMI chegou aos 27.519 milhares de euros, seguido pelo IMI que gerou 15.054 milhares de euros para as Câmaras Municipais da Madeira, de acordo com a Direção Regional de Estatística (DREM).

O Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) foi a maior fonte de receita, em termos de impostos, das Câmaras Municipais da Madeira, em 2017, tendo em conta os dados da Direcção Regional de Estatística (DREM).

Dos impostos considerado o IMI arrecadado chegou aos 27.519 milhares de euros, seguido pelo Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT) com 15.054 milhares de euros. O Imposto sobre Rendimento de Pessoas Singulares (IRS) gera uma receita para os municípios da Madeira no valor de 7.894 milhares de euros, e o Imposto Único de Circulação (IUC) chega aos 5.433 milhares de euros.

no global as receitas dos municíios da Madeira chegaram 173.295 milhares de euros, sendo que a maior parte foram receitas correntes (160.481 milhares de euros) e a restante de capital (12.815 milhares de euros).

A maior fonte de angariação de receita dos municíios foi através de fundos municipais (52.096 milhares de euros), aparecendo em seguida as vendas de bens e serviços (30.317 milhares de euros), para depois surgir o IMI.

Recomendadas

O ensino profissional deve estar aliado às empresas, sublinha Albuquerque

Em entrevista ao Económico Madeira, o Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, além de falar nas mais-valias da ligação entre o ensino profissional e as empresas, diz que quer criar um cluster de empresas tecnológicas na Madeira. O único impasse é o Estado português.

Secretária Regional da Cultura diz que vai dar prioridade a preservação do património imaterial da Madeira

Paula Cabaço destacou o trabalho que tem sido feito nos diversos museus da Região, bem como no Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, com exposições temporárias itinerantes, projetos, oficinas e publicações.

Desemprego registado desce 2,8% na Madeira

A Madeira registou aumentos nas oferta de emprego, desempregados inscritos, nas ofertas de emprego recebidas, e nas colocações efetuadas.
Comentários