Marcelo diz que “a vida do PSD é com o PSD”

“Os portugueses escolherão em outubro quem querem para governar o país”, disse o Presidente da República, que liderou o PSD há 20 anos, recusando comentar se o atual momento político vivido no seio do PSD favorece uma maioria absoluta do PS.

Rodrigo Antunes / Lusa

O Presidente da República disse na sexta-feira que “a vida do PSD é com o PSD” e que o encontro com o líder social-democrata ao final da tarde de sexta-feira serviu para discutir questões de política interna e externa.

“O que se passa na vida do partido é com o partido. Eu respeito o que o partido fizer, como respeito a vontade dos portugueses quando votarem em outubro [nas eleições legislativas]”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, que ocupou o cargo de presidente do PSD entre 1996 e 1999.

Segundo o chefe de Estado, o encontro com Rui Rio, que decorreu num hotel do Porto, “foi uma urgência”, pois tinha que ouvir o líder do PSD no âmbito de alguns diplomas sobre os quais tem decisões pendentes.

“Não interfiro, nem vou interferir. As questões de um partido A, B, C ou D é dele. Eu pedi a Rui Rio para ter uma breve conversa com ele hoje porque tínhamos calendários completamente incompatíveis para a semana para tratar três problemas de política interna e outro de política externa e em que era muito importante saber a opinião, porque tenho que tomar decisões sobre diplomas e tinha que falar com ele antes de tomar a decisão no começo da semana que vêm”, justificou.

De acordo com Marcelo Rebelo de Sousa, o diploma mais urgente é o da descentralização.

“Eu queria ouvir a posição do PSD, atendendo à posição da Associação Nacional de Municípios. Mas, havia outros temas que estão pendentes no parlamento e que são urgentes e, por isso, é que lhe pedi, atendendo que na semana que vêm não era possível, antes de tomar a decisão, falar com Rui Rio, pedi-lhe para falar comigo hoje”, argumentou Marcelo Rebelo de Sousa, que falava aos jornalistas à entrada de um concerto na Casa da Música, no Porto.

Questionado sobre as movimentações internas no PSD, o Presidente da República reiterou que “a vida do PSD é com o PSD e a escolha dos portugueses relativamente ao futuro do pais é com os portugueses”.

“Os portugueses escolherão em outubro quem querem para governar o país”, sublinhou, recusando comentar se o atual momento político vivido no seio do PSD favorece uma maioria absoluta do PS.

Este encontro de Marcelo Rebelo de Sousa com o líder do PSD aconteceu no mesmo dia em que o antigo líder parlamentar social-democrata Luís Montenegro desafiou Rui Rio a marcar eleições diretas, apresentando-se como candidato à liderança do partido.

Entretanto, para segunda-feira está agendada uma audiência do Presidente da República com Luís Montenegro.

“[Luís] Montenegro pediu-me há dias para ser recebido. Eu recebo segunda-feira. Eu vou ouvir. Pedem-me uma audiência, eu vou ouvir, não tenho que me pronunciar”, defendeu, reiterando mais uma vez que “o Presidente da República não tem que se meter na vida dos partidos”.

Ler mais
Relacionadas

Marcelo reúne hoje com Rui Rio no Porto

Marcelo disse que não queria comentar a crise no PSD por não poder meter-se na vida interna dos partidos, mas acabou por, tomar a iniciativa de falar com o líder do PSD.

Presidente da República recebe Luís Montenegro na segunda-feira

Esta informação foi avançada à agência Lusa por fonte da Presidência da República, que adiantou que o encontro terá lugar no Palácio de Belém, em Lisboa

Rui Rio diz que vai responder a Montenegro mas com “calma e na devida altura”

À saída de uma reunião num hotel do Porto com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o líder do maior partido da oposição garantiu que a resposta será dada “em breve”, não adiantando, contudo, uma data em concreto.

A cair há oito meses: popularidade de Marcelo ao pior nível de sempre

Barómetro da Aximage regista descida da popularidade do Presidente da República. O índice foi elaborado antes do polémico episódio do telefonema para um programa de entretenimento da apresentadora Cristina Ferreira.
Recomendadas

Costa afirma que ideia de proximidade política com Rio é “dos maiores mitos urbanos”

O secretário-geral do PS, porém, considerou que essa ideia “é um dos maiores mitos urbanos que foram criados na sociedade portuguesa e que assenta, basicamente, no facto de haver uma boa relação pessoal”.

Crise no PSD: Montenegro diz que Rio “teve medo” de marcar eleições diretas

Luís Montenegro criticou o presidente do PSD por não marcar eleições diretas à liderança do PSD, conforme exigiu na sexta-feira, mas que foi rejeitada por Rui Rio no sábado. “Lamento que Rui Rio não tenha tido coragem de marcar eleições directas e que tenha medo de ouvir as vozes dos militantes”, disse Luís Montenegro esta […]

PSD: Conselho Nacional extradordinário esta quinta-feira no Porto

Moção de confiança de Rui Rio será votada esta quinta-feira.
Comentários